Veja fotos da exibição do filme sobre 1964 convocada por Eduardo

Transmissão sobre "nova versão" do período militar ocorreu na praça da Vila Planalto e foi marcada também por protestos

Material cedido ao MetrópolesMaterial cedido ao Metrópoles

atualizado 08/11/2019 0:16

Sem a necessidade de alvará, conforme informou o Governo do Distrito Federal (GDF), a exibição do filme 1964 – O Brasil entre armas e livros ocorreu na noite desta quinta-feira (07/11/2019), na praça em frente à Igreja Nossa Senhora do Rosário de Pompéia. O convite para a transmissão foi divulgado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) nas redes sociais.

O parlamentar gravou um vídeo para convidar o público e informou que participaria, ao lado de aliados, da transmissão. Eduardo compareceu ao local e se deparou com uma manifestação de moradores do bairro, contrários à nova versão abordada pela produção audiovisual. A película retrata, segundo os autores, do regime militar no Brasil por outra perspectiva: “Revela uma verdade até então escondida”.

A tônica foi usada pelo filho do presidente da República para justificar o convite, ao dizer que a versão dada sobre o período pelos professores de história é uma narrativa “falsa”. Um dos entrevistados é o ideólogo e guru da família Bolsonaro, Olavo de Carvalho.

Veja as fotos:

Durante o dia, um impasse sobre a regularidade da transmissão em praça pública ameaçou o evento. A Administração Regional do Plano Piloto, responsável pela região, informou a princípio que não havia emitido alvará para a realização do cinema ao ar livre. Contudo, o DF-Legal – órgão responsável pela fiscalização do GDF – informou ao Metrópoles que não cobra autorizações para “eventos culturais/sociais sem fins lucrativos”. O Palácio do Buriti confirmou a nova versão.

Veja os registros de internautas:

SOBRE O AUTOR
Caio Barbieri

Cursou jornalismo no Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Passou pelas redações do Correio Braziliense, Agência Brasil, Rádio Nacional e foi editor-adjunto da Tribuna do Brasil. Ocupou a assessoria especial no Ministério da Transparência e foi secretário-adjunto de Comunicação do GDF. Chefiou o relacionamento com a imprensa na Casa Civil, Vice-Governadoria, Secretaria de Habitação e na Secretaria de Turismo do DF. Fez consultoria para vários partidos, entidades sindicais e políticos da Câmara Legislativa e do Congresso Nacional. Assina a coluna Janela Indiscreta do Metrópoles e cobre os bastidores do poder em Brasília.

Últimas notícias