*
 
 

A 2ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) confirmou, nesta quarta-feira (4/4), a suspensão definitiva da propaganda “E agora, Rodrigo?” e a interrupção da distribuição de cartilhas que estavam sendo entregues em escolas pelo Sindicato dos Professores (Sinpro-DF).

A proibição já havia sido determinada em fevereiro deste ano, pela 14ª Vara Cível do TJDFT, mas o sindicato recorreu.

A queda de braço entre o governador Rodrigo Rollemberg e o Sinpro-DF tem rendido inúmeros capítulos. Após a decisão de proibir a peça e ainda obrigar o recolhimento imediato do material, a Justiça retifica a deliberação da Corte e sustenta que “o teor não promove qualquer debate isento de crítica à atual gestão governamental”.

A multa para o descumprimento da ordem judicial é R$ 500 mil.



 


Rodrigo RollembergTJDFTSinpro-dfcartilhaRodrigoE agora