*
 
 

O deputado distrital Rodrigo Delmasso deixará o Podemos, partido pelo qual foi eleito para a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), ainda quando a sigla era conhecida como Partido Trabalhista Nacional (PTN). A decisão foi comunicada nesta terça-feira (6/3) à direção nacional da legenda.

Delmasso tem dito que havia um acordo, com os comandos local e nacional da agremiação, de que só permaneceria no Podemos caso a nominata tivesse força suficiente para favorecer a própria reeleição à CLDF. Nos bastidores, no entanto, o que pesou na resolução foram as constantes disputas internas entre Delmasso e a presidente regional da sigla, a ex-deputada distrital Eliana Pedrosa.

Apesar do comunicado, a decisão não pode ser considerada oficial, pois o prazo da chamada janela partidária começa oficialmente na quinta-feira (8) e termina em 7 de abril. Durante esse período, os políticos com mandato têm respaldo da lei para que não sejam penalizados por eventuais mudanças de siglas – a chamada infidelidade partidária.

Segundo nota divulgada por Delmasso, ao menos cinco partidos estariam de olho no representante da Igreja Sara Nossa Terra: PSDB, PSD, MDB, Pros e PTC.

Até agora, no entanto, não há aceno sobre o destino político do deputado distrital, eleito com 20.894 votos nas últimas eleições.



 


eleições 2018podemosRodrigo Delmassojanela partidáriamudança de partidoEliana Pedrosa