Professora morre de Covid-19 e escola do DF presta homenagem: “Fará falta”

Rachel Morbach lecionava matemática, foi lotada no Centro de Ensino Fundamental 102 Norte e terminava um doutorado em Belém

atualizado 21/11/2020 17:45

Material cedido ao Metrópoles

Uma professora do Centro de Ensino Fundamental da 102 Norte foi mais uma vítima fatal, neste sábado (21/10), após complicações graves da Covid-19. Raquel Passos Chaves Morbach lecionava matemática e estava lotada havia sete anos na unidade da Secretaria de Educação.

Ela chegou a ser coordenadora pedagógica da escola, mas atualmente estava afastada do trabalho para terminar o doutorado em Belém (PA), onde foi infectada pela doença.

De acordo com relatos de colegas da unidade, a professora teve o quadro agravado após contrair uma superbactéria que atuou no organismo durante o período da baixa imunidade. “Há umas quatro semanas, ela enviou uma mensagem informando que estava com Covid-19. Ela foi para a UTI (unidade de terapia intensiva) lá em Belém e o estado foi só piorando e os órgãos começaram a falhar”, contou a professora Patrícia Helena.

Na semana passada, contou, o marido da doecente conseguiu que médicos da Beneficência Portuguesa, complexo hospitalar de São Paulo, fossem para a capital do Pará com o objetivo de levar um equipamento de ECMO (Oxigenação por Membrana Extracorpórea), espécie de pulmão artificial, para dar suporte respiratório à docente.

“Após a cirurgia de risco, ela foi transferida para São Paulo. Ontem (sexta-feira), tivemos a notícia que ela estava com uma superbactéria e que apenas um antibiótico conseguia combater. A Raquel não estava tendo resposta. Hoje, às 10h, a gente teve essa notícia de que ela veio a óbito”, continuou a ex-colega de trabalho.

Homenagem póstuma

Por meio do Instagram, a escola prestou uma homenagem à memória da professora. “Com grande tristeza, o CEF 102 Norte comunica a sua comunidade escolar o falecimento da nossa querida amiga, a professora Raquel Morbach. Tivemos o privilégio de conviver com a Raquel por 7 anos em nossa escola. Guardaremos em nossas lembranças a sua alegria, dedicação e encantamento. Por onde passava, irradiava luz e felicidade. Nossos sinceros sentimentos à família e aos amigos”, registrou.

“Lembro de como ela era competitiva nas gincanas junto com o Adalto e como a turma brigava pra ter um dos dois como conselheiro. Ela era incrível… Um pouco rígida quando era coordenadora, e uma professora maravilhosa. Sabia explicar muito bem, além de ser muito engraçada. Sempre tinha o momento ‘cabeça’ nos 15 minutos finais da aula, que ela dava uma de conselheira de vida. As lembranças ficarão eternizadas”, interagiu a ex-aluna Laís Santos.

O Sindicato dos Professores (Sinpro-DF) também lamentou a perda da docente. Em nota pública, a diretoria da entidade registrou que recebeu a notícia “com grande tristeza”. “Dedicada e apaixonada por matemática, a professora é mais uma vítima do novo Coronavírus, pandemia que tem levado milhares de pessoas ao redor do mundo”.

De acordo com o texto, o sindicato não sabe se o sepultamento será na capital federal. “Assim que tivermos mais informações colocaremos na nossa página. O Sindicato dos Professores presta toda sua solidariedade à família e aos amigos neste momento de dor”|

Raquel tinha graduação de Licenciatura Plena em Matemática pela Universidade do Estado do Pará (1999). Foi mestre em Educação pela Universidade de Brasília (2012) e, atualmente, era doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática da Universidade Federal do Pará (UFPA).

Últimas notícias