Para ganhar votos, candidato à CLDF instiga: “Tô na passarela”

Postulante a deputado distrital é mais um a abusar da criatividade para atrair atenção do eleitor

Material cedido ao MetrópolesMaterial cedido ao Metrópoles

atualizado 05/09/2018 20:35

Com a dificuldade de conseguir recursos financeiros e, consequentemente, visibilidade, os candidatos mais desconhecidos do Distrito Federal precisam abusar da criatividade para conquistar o eleitorado que não dá atenção às campanhas políticas. Além de promessas como “cerveja digna” e “prótese de bumbum”, há aqueles que preferem se destacar de forma diferente.

Com uma placa empunhada por cabos eleitorais com os dizeres “Tô na passarela”, o candidato a deputado distrital João Cardoso (Avante), auditor do governo local, desperta a curiosidade dos motoristas que passam pela BR-020, na região do posto Colorado (Sobradinho), bem naquelas horas de grande congestionamento.

Alguns quilômetros adiante, ao chegar perto da construção, o condutor logo avista o referido candidato acenando para quem passa no local, com um grande sorriso no rosto.

Se a estratégia arrebanha votos, ninguém sabe. Mas mereceu a foto em destaque da Janela Indiscreta.

Material cedido ao Metrópoles
Ao passar na passarela, motorista avista candidato: criatividade na busca de votos

SOBRE O AUTOR
Caio Barbieri

Cursou jornalismo no Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Passou pelas redações do Correio Braziliense, Agência Brasil, Rádio Nacional e foi editor-adjunto da Tribuna do Brasil. Ocupou a assessoria especial no Ministério da Transparência e foi secretário-adjunto de Comunicação do GDF. Chefiou o relacionamento com a imprensa na Casa Civil, Vice-Governadoria, Secretaria de Habitação e na Secretaria de Turismo do DF. Fez consultoria para vários partidos, entidades sindicais e políticos da Câmara Legislativa e do Congresso Nacional. Assina a coluna Janela Indiscreta do Metrópoles e cobre os bastidores do poder em Brasília.

Últimas notícias