*
 
 

O presidente do PDT-DF, Georges Michel, afirmou nesta quinta-feira (12/4) à coluna que a Executiva do partido defenderá, até o último momento, um nome próprio na corrida ao Palácio do Buriti. A declaração é em resposta às constantes especulações de que a sigla apoiaria possíveis candidaturas ao governo local, como a do ex-secretário de Saúde Jofran Frejat (PR) ou mesmo a do atual governador Rodrigo Rollemberg (PSB).

Internamente, militantes descartam as duas possibilidades e acreditam que o partido precisa ter protagonismo no DF, visto que Ciro Gomes (PDT) é um candidato “competitivo” à Presidência da República. “Gosto do Frejat, é um homem íntegro. Mas, não posso permitir que o PDT, com toda a sua história, se reúna com coligados que representam o que há de pior na política do Distrito Federal”, disparou o comandante pedetista.

Anunciado como pré-candidato ao Governo do DF, o presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle, tem acenado desistir da própria candidatura em nome de apoiar Frejat ao Executivo local e, para isso, disputaria uma vaga ao Senado na composição. Nos bastidores, aliados de Rollemberg costuram aliança nacional entre PDT e PSB para que os partidos caminhem juntos também no DF.
Michel convocou reunião para a próxima semana, em Brasília, para colocar oficializar a discussão do tema.

“Não existe a possibilidade de apoiarmos candidatos no DF que levantem a bandeira para presidenciáveis de direita como Geraldo Alckmin [PSDB] e Jair Bolsonaro [PSL]. Temos nosso candidato e aqui defenderemos nossa candidatura própria”, arrematou.



 


Rodrigo RollembergPDTJoe Valleeleições 2018jofran frejat