*
 
 

Morreu, na madrugada desta segunda-feira (17/12), o ex-deputado federal constituinte pelo DF Geraldo Campos, 93 anos. Fundador do Partido da Social Democracia Brasileira, o tucano teve complicações e não resistiu a uma parada cardiorrespiratória.

Pioneiro no DF, Campos foi eleito em 1986 e participou da Assembleia Nacional Constituinte que elaborou a Constituição de 1988. Após o mandato, presidiu o PSDB no Distrito Federal até receber o cargo de presidente de honra.

O velório será nesta terça-feira (18), das 8h às 11h, na Capela 1 do Cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul. O sepultamento está previsto para as 11h30.

Geraldo Campos foi um dos primeiros homens a habitar Brasília, em 1958, quando a cidade ainda estava em construção. Em 1960, foi eleito presidente da Associação dos Servidores da Novacap e passou a lutar, junto com os operários responsáveis pela construção da capital, por melhores condições de vida na região. Comandou a associação até 1964, quando o regime militar cassou seu mandato.

Condolências
O presidente regional do PSDB, Izalci Lucas, lamentou a morte do correligionário. Em nota, o senador eleito disse que “Geraldo Campos participou ativamente da luta pela autonomia política do Distrito Federal”. Segundo o tucano, “em 1988 foi um dos artífices mais importantes na fundação e construção do Partido da Social Democracia Brasileira, especialmente de sua representação na capital do país”.
“O PSDB do DF manifesta solidariedade à família, demais parentes e amigos neste momento de grande dor”, escreveu.



 


MortePSDBObituáriogeraldo campos