GDF anuncia renovação de 258 ônibus e modelos adaptados para EPTG

De acordo com a Secretaria de Transportes, número corresponde a 35,43% do total de 728 veículos que devem ser renovados até o final de 2019

Thyago Arruda / CLDFThyago Arruda / CLDF

atualizado 07/11/2019 23:44

O Governo do Distrito Federal (GDF) começou a contabilizar, nesta semana, a renovação da frota dos ônibus responsáveis pelo transporte coletivo de passageiros. Até agora, segundo a Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob), 258 veículos já foram entregues. O número corresponde a 35,43% do total de 728 coletivos que devem ser renovados até o final de 2019. Atualmente, seis empresas que prestam serviços de transporte no DF já renovaram parte da frota.

Não há custos para os cofres públicos, já que a aquisição dos novos veículos é de responsabilidade das cinco empresas vencedoras da licitação do transporte: Piracicabana, Pioneira, Marechal, Urbi e São José. Houve também o início da renovação da frota da Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB). Em média, a depender do modelo, cada unidade custou R$ 400 mil.

A troca de veículos está prevista no contrato assinado entre o GDF e as prestadoras do serviço público. De acordo com o governo, os ônibus são novos, mais resistentes e com mais conforto para os passageiros.

Os veículos têm piso baixo central e acessibilidade. Nos novos modelos que devem operar na EPTG, há portas dos dois lados. Em algumas versões, os veículos contam com ar-condicionado, motor traseiro, USB nas poltronas e vidros escurecidos, para proteção de luz solar.

Segundo a Secretaria de Transporte, a idade atual da frota do Distrito Federal é de cerca de 5,5 anos, e os veículos começaram a ser renovados gradativamente. A regra prevê que haja a troca quando miniônibus e ônibus básicos completarem 7 anos. Para os modelos padrões e articulados, a idade pode chegar a até 10 anos de circulação.

Frota

Hoje, o DF tem 2.863 ônibus, que atendem 1,2 milhão de pessoas por dia. Somente de subsídios às empresas, são pagos R$ 300 milhões por ano. Os valores incluem, além da tarifa técnica, a gratuidade para pessoas com deficiência e estudantes.

Veja a quantidade de ônibus novos por empresa:

  • Piracicabana: 138 veículos
  • Pioneira: 85 veículos
  • Urbi: 26 veículos
  • Marechal: 1 veículo
  • São José: 0 veículos
  • TCB: 8 veículos

Total: 258 veículos

SOBRE O AUTOR
Caio Barbieri

Cursou jornalismo no Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Passou pelas redações do Correio Braziliense, Agência Brasil, Rádio Nacional e foi editor-adjunto da Tribuna do Brasil. Ocupou a assessoria especial no Ministério da Transparência e foi secretário-adjunto de Comunicação do GDF. Chefiou o relacionamento com a imprensa na Casa Civil, Vice-Governadoria, Secretaria de Habitação e na Secretaria de Turismo do DF. Fez consultoria para vários partidos, entidades sindicais e políticos da Câmara Legislativa e do Congresso Nacional. Assina a coluna Janela Indiscreta do Metrópoles e cobre os bastidores do poder em Brasília.

Últimas notícias