Em nota, José Humberto recusa convite de Ibaneis: “Torço pelo sucesso”

Ex-secretário de Governo na gestão Arruda, o empresário justifica decisão pelo fato de ter compromissos profissionais e institucionais

Reprodução / YoutubeReprodução / Youtube

atualizado 30/10/2018 20:44

Embora tenha sido confirmado pelo governador do DF eleito, Ibaneis Rocha (MDB), e pelo futuro vice-governador, Paco Britto (Avante), coordenador do governo de transição, como possível secretário de Desenvolvimento Econômico da gestão emedebista, o empresário José Humberto Pires de Araújo declinou, na noite desta terça-feira (30/10), o convite para integrar a pasta.

Em nota enviada à coluna, o advogado Walter Moura, procurador de Pires, afirma que o empresário vai contribuir de forma extraoficial para o bom desempenho da futura gestão. Por motivos pessoais, contudo, não aceitará a titularidade da pasta especulada.

“O empresário José Humberto Pires agradece a lembrança para ocupar cargo no primeiro escalão do governo Ibaneis. Como cidadão brasiliense, ele se coloca à disposição do novo governador para ajudar a gestão com sua experiência. No entanto, declinará convites para ocupar cargo na administração por conta de compromissos institucionais e profissionais. Pires acrescenta que torce pelo sucesso do governo Ibaneis”, registrou.

José Humberto já foi administrador de Taguatinga e secretário de Governo da gestão José Roberto Arruda (PR). À época, foi um dos alvos do delator da Operação Caixa de Pandora, Durval Barbosa, e acusado de ser um dos beneficiados do maior esquema de corrupção do DF, que condicionava contratos de prestação de serviços ao pagamento de propina. No entanto, segundo o advogado Walter Moura, o cliente foi absolvido.

SOBRE O AUTOR
Caio Barbieri

Cursou jornalismo no Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Passou pelas redações do Correio Braziliense, Agência Brasil, Rádio Nacional e foi editor-adjunto da Tribuna do Brasil. Ocupou a assessoria especial no Ministério da Transparência e foi secretário-adjunto de Comunicação do GDF. Chefiou o relacionamento com a imprensa na Casa Civil, Vice-Governadoria, Secretaria de Habitação e na Secretaria de Turismo do DF. Fez consultoria para vários partidos, entidades sindicais e políticos da Câmara Legislativa e do Congresso Nacional. Assina a coluna Janela Indiscreta do Metrópoles e cobre os bastidores do poder em Brasília.

Últimas notícias