Datafolha: Rollemberg tem a maior rejeição entre candidatos ao GDF

Percentual de eleitores que disseram não votar no atual governador de jeito nenhum é de 48%

Ricardo Botelho/Especial para o MetrópolesRicardo Botelho/Especial para o Metrópoles

atualizado 06/09/2018 21:45

Divulgada nesta quinta-feira (6/9), a mais recente pesquisa Datafolha revelou que o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) continua sendo o candidato com a maior rejeição entre os aspirantes ao Palácio do Buriti: 48%. O índice é um ponto percentual menor do que o registrado anteriormente.

O que chama atenção é o aumento da rejeição a diversos postulantes ao governo local. O maior crescimento, segundo o levantamento, foi de brasilienses que disseram não votar de jeito nenhum em Alexandre Guerra (Novo): na sondagem de 22 de agosto, o percentual era de 1%; agora, chega a 15%. O índice negativo também cresceu significativamente para Júlio Miragaya (PT): de 16% para 23%.

A rejeição dos eleitores também subiu para: Alberto Fraga (DEM), de 28% para 31%; Rogério Rosso (PSD), de 19% para 22%; e Eliana Pedrosa (Pros), de 21% para 25%.

A pesquisa, registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número DF-06008/2018, ouviu 910 eleitores de todas as regiões da capital entre os dias 4 e 6 de setembro. O nível de confiança é de 95%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou menos.

Confira:
Rodrigo Rollemberg (PSB): 48%
Alberto Fraga (DEM): 31%
Eliana Pedrosa (Pros): 25%
Júlio Miragaya (PT): 23%
Rogério Rosso (PSD): 22%
Fátima Sousa (PSol): 18%
General Paulo Chagas (PRP): 17%
Alexandre Guerra (Novo): 15%
Ibaneis Rocha (MDB): 15%
Renan Rosa (PCO): 15%
Guillen (PSTU): 13%
Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: 3%
Rejeita todos/não votaria em nenhum: 6%
Não sabe: 6%

SOBRE O AUTOR
Gabriella Furquim

Formada em jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB), com experiência em redação, assessoria de imprensa e gestão de comunicação. Atua na área desde 2009. Integrou as equipes de reportagem e edição dos jornais Correio Braziliense e Aqui DF. Em 2014, coordenou a comunicação da Associação Nacional dos Centros de Defesa da Criança e do Adolescente, Seção Defence for Children Brasil (Anced/ DCI Brasil), e do projeto internacional Red de Coaliciones Sur. De 2015 a 2017, foi assessora de imprensa do governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg.

Últimas notícias