*
 
 

Com a viagem para a Europa do governador Ibaneis Rocha (MDB) e do vice Paco Britto (Avante), nesta semana, as estruturas dos poderes Executivo e Legislativo do Distrito Federal vão passar por algumas mudanças temporárias.

A cadeira do emedebista no Palácio do Buriti será preenchida pelo presidente da Câmara Legislativa, Rafael Prudente (MDB), que, com 35 anos, será o ocupante do Executivo mais jovem da história de Brasília. Já a CLDF passará a ser comandada pelo deputado Rodrigo Delmasso (PRB), atual vice-presidente.

Durante os três dias do novo formato, a Câmara Legislativa tentará aprovar, já na terça-feira (23/04/19), o projeto de lei que extingue a Agência de Fiscalização (Agefis-DF) e cria, simultaneamente, o DF-Legal, o novo órgão de controle do GDF. Por causa da grande pressão vivida, o Ministério Público do Trabalho (MPT) apura o adoecimento de 26% do total dos trabalhadores da autarquia.

A pauta, contudo, ainda precisa ser aprovada pelo Colégio de Líderes, por onde passam as propostas antes de entrarem na pauta do plenário. A depender do acordo, o projeto poderá tramitar em urgência e ser analisado pelos 24 distritais na sessão de terça.

A análise da proposição terá o apoio do futuro presidente em exercício da Câmara, Rodrigo Delmasso. “Vamos continuar o trabalho que a Mesa tem feito e o que os líderes deliberarem vamos votar. Particularmente, gostaria de votar a extinção da Agefis para que o Rafael sancionasse como governador interino”, disse o parlamentar à coluna.



 


Rafael PRudenteCLDFRodrigo DelmassoIbaneispaco brittofim da agefis