*
 
 

Prestes a ser chancelada pelo Congresso Nacional, a medida provisória que cria a Região Metropolitana do Distrito Federal e Entorno será objeto de audiência pública na próxima quinta-feira (28/3), no Senado Federal. A reunião ocorre às 10h, no auditório Petrônio Portela, e terá representantes do DF, de Goiás e de Minas Gerais, além de membros da sociedade civil organizada.

A pedido de Ibaneis Rocha (MDB), o ex-presidente Michel Temer (MDB) encaminhou a proposição ao Congresso no fim de 2018. A medida provisória teve efeito imediato, mas o prazo de vigência dela é de 60 dias, prorrogáveis uma vez por igual período. Se não for aprovada no prazo de 45 dias, contados da sua publicação, a MP tranca a pauta de votações da Casa em que se encontrar (Câmara ou Senado) até que seja votada.

Segundo o secretário de Desenvolvimento da Região Metropolitana, Paulo Roriz (sem partido), a iniciativa visa desburocratizar a relação do DF com os municípios limítrofes e agilizar o desenvolvimento da região. “A intenção é facilitar as ações administrativas. Um dos pontos essenciais será a assinatura de convênios que vão facilitar a entrada de recursos para áreas hoje consideradas sensíveis”, destacou.

Atualmente, a Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride-DF) abrange quatro cidades de Minas Gerais e 29 de Goiás. Com a criação da Região Metropolitana, os governos locais envolvidos poderão coordenar ações e direcionar investimentos locais, como captação de recursos ou mesmo elaboração de licitação única para obra que beneficie as unidades da Federação.



 


audiência públicaMPSenado FederalPaulo Rorizregião metropolitanaSecretaria de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Distrito Federal