*
 
 

Passada a temporada de premiações, o mundo fashion volta seus olhos ao tapete vermelho mais importante do ano: o Met Gala. Como de costume, a abertura da tradicional exposição do instituto de vestuário do Museu Metropolitano de Arte de Nova York acontecerá na primeira segunda-feira de maio (06/05/19).

Com menos de um mês para o evento, as novidades sobre a próxima edição começam a aparecer. Responsável pelo baile desde 1995, Anna Wintour já divulgou os 183 nomes que irão compor seu comitê de boas-vindas e deu detalhes sobre a peça que vestirá na ocasião.

Contudo, ao passo que celebridades de peso foram confirmadas entre os presentes, marcas de extrema importância deram a entender que não participarão do Met Gala este ano.

Vem saber mais detalhes comigo!

O dress code do Met Gala sempre acompanha o tema da exposição anual do instituto de vestuário do MoMA. Neste ano, a inspiração da mostra é o ensaio Notes on Camp, redigido pela escritora Susan Sontag, em 1964. Na obra, a autora descreve diversas características da cena cultural atual, em uma surpreendente e acertada previsão de como os tempos modernos seriam.

Embora o uso do termo camp seja, hoje, sinônimo de cafona e extravagante, a definição de Sontag em seu texto é mais sutil. Para a americana, a palavra designa algo esotérico, uma espécie de código privado, um distintivo de identidade, mesmo entre os pequenos grupos urbanos.

Andrew Bolton, curador-chefe do Met’s Costume Institute, afirmou à Vogue que, no contexto da obra de Susan, o campismo é um “amor ao não natural, um artifício de exagero”. Para ele, esse sentido pode ser rastreado desde a corte francesa de Luís XIV, onde a nobreza parisiense ostentava seu decorativismo em Versalhes.

Vittorio Zunino Celotto/Getty Images for The Metropolitan Museum of Art

O tema do Met Gala de 2019 é Camp: Notes on Fashion

 

Vittorio Zunino Celotto/Getty Images for The Metropolitan Museum of Art

Clique prévio da exposição

 

Naquele palácio, tudo era pose, performance e excesso: um flerte com o mau gosto, assim como algumas descrições de Oscar Wilde e movimentos estéticos, a exemplo do Art Nouveau. “Trump é uma figura muito camp, então eu acho que o tema é muito oportuno”, disse Bolton ao New York Times.

Para ilustrar tal referência, os organizadores da exposição exibirão looks da Off-White, Schiaparelli, Moschino, Dior e, obviamente, Gucci. A grife italiana é uma das patrocinadoras da mostra e seu diretor criativo, Alessandro Michele, será um dos anfitriões do Met Gala 2019.

Corey Tenold

Look da primavera 2018 da Moschino estará exposto

 

Reprodução/Instagram/@metmuseum

Bem como este Viktor + Rolf

 

Por falar em anfitriões, quem completa o time que receberá os convidados ao lado de Anna Wintour é a tenista Serena Williams e os cantores Harry Styles e Lady Gaga. Mais camp impossível! Espera-se que o britânico, conhecido por seus ternos escandalosos, e a excêntrica mother monster roubem a cena no red carpet, mas, após a divulgação do comitê de boas-vindas, isso já não é uma certeza.

A presidente do evento revelou, nesta semana, que Katy Perry, Bradley Cooper, Chadwick Boseman, Lupita Nyongo, Lena Waithe, Tom Ford, Donatella Versace, Miuccia Prada, Pierpaolo Piccioli e Clare Waight Keller estão confirmados na abertura da exposição. Além deles, vários casais poderosos irão desfilar pela escadaria do MoMA: Priyanka Chopra e Nick Jonas, Jennifer Lopez e Alex Rodriguez, e Blake Lively e Ryan Reynolds.

Getty Images

Lady Gaga é uma das anfitriãs deste ano

 

Neilson Barnard/Getty Images

Katy Perry e sua roupa de anjo, usada na edição de 2018

 

Getty Images

Donatella Versace voltará ao evento

 

Getty Images

Lupita Nyong’o também está confirmada

 

Matt Winkelmeyer/MG18/Getty Images for The Met Museum/Vogue

Alex Rodriguez e Jennifer Lopez formam um dos power couples que irão marcar presença na festa

 

Cher, que não é membro do comitê, mas terá alguns de seus figurinos na exposição, também deve comparecer pela primeira vez desde 2015. Até mesmo Meghan Markle pode surgir na ocasião, em apoio à sua amiga Serena Williams. Caso isso aconteça, a condessa de Sussex certamente deve se sentar na mesa da Givenchy.

Quem não deve contar com um spot no salão da festa, no entanto, são as etiquetas Calvin Klein, Dior e Ralph Lauren. O site WWD diz que as marcas optaram por não investir em mesas inteiras este ano, mas, em contraponto, Louis Vuitton e a Burberry estão de volta aos destaques da cerimônia.

Victor Boyko/Getty Images

Virgil Abloh levará Louis Vuitton de volta ao Met Gala

 

O Met Gala, para as grifes, funciona assim: um designer leva um grupo de celebridades, comprando uma mesa e vestindo-as em seus próprios desenhos. Levando isso em consideração, podemos esperar várias personalidades usando Gucci, pois a maison é uma das patrocinadoras do baile e deve ter algumas áreas reservadas ao seu dispor.

Em 2018, o tema da mostra foi a igreja católica. Comparado aos anos anteriores, este foi particularmente fácil para as celebridades se vestirem. Havia muito dourado e cruzes gravadas nos vestidos. Os destaques incluíram Rihanna vestida de papisa, Cardi B, Blake Lively, Zendaya, Gigi Hadid e Jennifer Lopez, em um Balmain reluzente.

Vittorio Zunino Celotto/Getty Images for The Metropolitan Museum of Art

Alessandro Michele fala sobre a exposição para a imprensa

 

Jamie McCarthy/Getty Images

No ano passado, diretor criativo da Gucci levou Lana Del Rey e Jared Leto

 

Getty Images

Em 2018, Zendaya se inspirou em Joana D’arc

 

John Shearer/Getty Images for The Hollywood Reporter

Rihanna, de papisa

 

Dia Dipasupil/WireImage

Jennifer Lopez apostou neste Balmain

 

Neste ano, o tapete vermelho deve ser igualmente marcante e prático, mas de uma forma totalmente diferente. Podemos, definitivamente, esperar muito brilho, aplicações, silhuetas amplas, camadas, pedras e penas. Anna Wintour, inclusive, disse que vai abusar das plumas.

A editora-chefe da Vogue e presidente do evento disse à Christiane Amanpour, da CNN, que sua roupa incluirá “milhões de penas”, em referência a uma citação de Susan Sontag: “Camp é uma mulher andando em um vestido feito de três milhões de penas.”

Getty Images

Anna adiantou que investirá nas penas para o Met Gala 2019

 

O Costume Institute Gala, como é oficialmente conhecido, foi criado em 1948, como um evento para arrecadar fundos, incentivando a alta sociedade a financiar as exposições do MoMA. Atualmente, a festa ainda é beneficente, mas são os artistas que contribuem.

Os ingressos para o Met Gala 2019 saem por US$ 35.000, enquanto as mesas custam entre US$ 200.000 e US$ 300.000. A ação no tapete vermelho começará a partir das 20h no horário de Brasília. A exposição ficará aberta ao público entre 09/0519 e 08/09/19, no Museu Metropolitano de Arte, na 1000 Fifth Avenue.

Para outras dicas e novidades sobre o mundo da moda, não deixe de visitar o meu Instagram. Até a próxima!

Colaborou Danillo Costa



 


modaAnna WintourMet gala