*
 
 

Quem foi adolescente na década de 1990 com certeza deve se lembrar do clássico As Patricinhas de Beverly Hills. O filme, que se tornou um marco da Sessão da Tarde, apareceu renovado tanto nas coleções de outono 2018 quanto nas passarelas de resort. Desfiles de grandes marcas, como Versace, Dolce & Gabbana, Fendi e Chanel, abusaram do xadrez, dos blazers, da saia plissada e da mistura minimalista entre o preto e o branco.

Pensando nisso, elenquei alguns looks que ficaram famosos no guarda-roupa do longa e fiz uma relação com peças em alta nas atuais temporadas de moda.

Quer ver? Então, vem comigo!

 

Versace
Para o fall 2018, a Versace trouxe um conjuntinho que muito lembra o estilo da adolescente Cher, personagem de Alicia Silverstone no filme. O figurino aparece na cena de début da menina no Beverly Hills High School – onde todas as aventuras da patricinha começam a tomar forma. A única diferença é que a grife italiana traz o mix das estampas e cores do xadrez escocês: o azul klein, em alta na temporada, se mistura ao vermelho e ao amarelo.

O blazer oversized tem ombreiras e remete à nostalgia dos anos 1980, que, é lógico, não poderia ficar de fora. Em uma pegada que mistura mais uma vez o vintage ao contemporâneo, a Versace substitui o colete pelo corpete, também em xadrez. A marca coloca um broche vintage e vitoriano. A produção traz ainda um cinto marcando a cintura e bolsa na mesma estampa.

A meia fina é mais um referência aos anos 1990 que, na passarela do século 21, aparece misturada à década de 1980. O resultado é incrível.

 

 

Dolce & Gabbana
O estilo de Dione (Stacey Dash), melhor amiga de Cher, tem a pegada streetwear das passarelas da Dolce & Gabbana. Afinal, a hora da educação física no colégio é um ótimo momento para fazer um statement. Enquanto se recusam a fazer aula de tênis, as jovens decidem que ajudarão a novata e tímida Tai Frasier a se vestir melhor.

Fendi
A dobradinha moletom felpudo e saia xadrez pode ser uma definição de fashionismo atual, mas, em 1995, era um dos looks repaginados de Tai Frasier – interpretada no filme pela falecida Brittany Murphy. A Fendi trabalhou com essa tendência no desfile de outono e caprichou no lettering criativo, trocando a fonte da marca pela da Fila.

Reprodução/Fox/Vogue

 

Chanel
O desfile de resort da Chanel foi um marco no último mês. As roupas homenageavam o estilo da mulher francesa. Sarah Mower, da Vogue América, atribuiu a coleção de Karl Lagerfeld a uma retrospectiva passional sobre as criações lançadas nos anos 1980 – década na qual ele começou a assinar para a maison. Ao que tudo indica, o designer foi precursor da tendência que virou febre na década de 1990: peças em tweed, calças de marinheiro, pérolas, cashmeres escoceses e, é claro, beret.

No filme, o acessório aparece algumas vezes e sempre acompanhado de um casaco estilizado com estampa xadrez – igualzinho ao que vimos na passarela da grife.

20 Century Foxx/Reprodução/Vogue

 

Dsquared2
Falando ainda em acessórios para a cabeça, as boinas aparecem inúmeras vezes no filme e nos desfiles. Geralmente, elas vêm complementadas com outros itens mais chamativos, como brincos, anéis e colares. A protagonista do longa usava a peça com a indispensável camisa branca social.

Para o Resort 2019 da Dsquared2, a inspiração punk apareceu com uma assinatura glamourosa que pode facilmente ser confundida com um dos looks de Cher.

FOX/Reprodução/Vogue

Area
A Area apostou em tudo aquilo que a mulher moderna mais ama: feminilidade com pitadas de sex appeal e muitos prints clássicos. Além dos blazers gigantes, a marca trouxe peças icônicas como o célebre tubinho vermelho – um dos looks que mais aparece no filme e reflete o estilo ousado dos anos 1990.

 

Fox/Reprodução/Vogue
Agora, que tal tornar esse domingão mais nostálgico e ver na Netflix esse filme que marcou uma geração?

Para mais novidades sobre o mundo da moda, visite meu Instagram.



As Patricinhas de Beverly Hills
 


COMENTE

Ler mais do blog