Paris FW 2018: Gucci mantém estilo genderless e aposta na vibe teatral

Apresentação no Le Palace reuniu cores vibrantes, animal print e sobreposições

Getty Images

atualizado 25/09/2018 19:28

A tão esperada Semana de Moda de Paris começou a todo vapor. Para o primeiro desfile na capital francesa na história da Gucci, a grife apresentou a excentricidade pela qual é conhecida, além de um toque de dramaturgia moderna. O local escolhido não poderia ser outro: o clássico Théâtre Le Palace, que fez sua estreia como cenário de um show de moda.

A cultura alternativa dos anos 1980 foi resgatada com uma dose de fantasia e extravagância. Com direito a muitas cores, sobreposições e misturas de estampas, a marca apostou em franjas, babados, ombreiras e animal print. Para acompanhar a apresentação com pegada teatral, a atração sonora ficou por conta da atriz e cantora Jane Birkin.

Vem comigo!

Desde que assumiu o comando da Gucci, em 2015, Alessandro Michele investe fortemente na estética vintage. Responsável por transformar a identidade da label, o estilista preza por looks andróginos e setentistas. Na passarela, sempre opta por modelos com aparência geek que vestem produções nada convencionais.

O desfile no Paris Fashion Week 2018 é a última parte de uma homenagem à França que começou com a coleção Gucci Dans Les Rues, no outono/inverno 2018, seguida pela linha Resort 2019 – apresentada em um antigo cemitério romano localizado em Arles, na região de Provence.

Para a temporada primavera/verão 2019, excepcionalmente em Paris, Michele uniu diversão, folclore e a vibe underground de praxe. Conjuntos de alfaiataria, plumas e mangas bufantes deram um toque especial ao desfile: o de festa com disco music. As peças retrataram a nostalgia de Woodstock, e cada detalhe complementou o ideal performático.

Getty Images
O vestido com decote profundo é deslumbrante. As franjas em tom turquesa fazem um contraste interessante com a meia e os sapatos vermelhos

 

Getty Images
A elegância do conjunto de alfaiataria ganha um toque de modernidade com o colar de prata

 

Getty Images
As ombreiras no vestido dão um ar misterioso ao visual. O chapéu poderia facilmente ser usado por Janis Joplin

 

Getty Images
O macacão de leopard print fica ainda mais cool com o loafer

 

Getty Images
A mistura de cores é incrível: a jaqueta amarela contrastou com a camisa rosa. O acessório aparece no estilo clássico da grife

 

Getty Images
Este vestido com estampa de snake skin ganha uma dose de descontração com o tênis, que tem detalhes brilhantes

 

Getty Images
A mistura do rosa com vermelho está em alta. Aqui, as plumas deixam o look mais extravagante, sem falar nos acessórios estampados e com mais cores fortes

 

Getty Images
O mix é arriscado, mas o resultado surpreende. A estampa de morangos da camisa e o animal print da saia resultam em uma combinação descolada

 

Getty Images
A sofisticação é garantida com o vestido plissado em azul-royal, além do casaco felpudo

 

Getty Images
Mais uma mistura criativa de estampas. Para completar, luvas clássicas

 

Le Palace
Inaugurado em 1978 como salão de música e dança, o Le Palace foi criado para a noite. Com globos espelhados e shows de luz, o empresário Fabrice Emaer fez do edifício uma consagrada casa noturna dos anos 1980. Há 10 anos, o espaço se tornou um teatro.

 

Para outras dicas e novidades sobre o mundo da moda, não deixe de visitar o meu Instagram. Até a próxima!

Colaborou Rebeca Ligabue

Últimas notícias