NYFW recebe, pela primeira vez, desfile de estilista trans

Pierre Davis é diretora criativa da No Sesso, marca que trabalha com streetwear desconstruído e celebra a diversidade

atualizado 08/02/2019 9:07

Muito se tem debatido sobre a atual relevância do New York Fashion Week, porém, nessa quinta-feira (7/2), a semana de moda deixou claro que ainda tem muito a mostrar. O evento fez história ao receber o primeiro desfile de uma estilista trans em sua programação.

A designer Pierre Davis, diretora criativa da No Sesso, participou do primeiro dia da maior mostra de moda americana com um show repleto de diversidade e desconstrução social.

Vem conferir comigo!

A ideia de colocar uma designer transgênero no line-up do NYFW partiu do Conselho de Estilistas de Moda dos Estados Unidos (CFDA). A organização, que representa mais de 500 estilistas e direciona a semana de moda, pretende fazer da diversidade um grito de guerra – e ninguém melhor do que Pierre para abrir o caminho de inclusão almejado pelo evento.

Para a designer, a iniciativa deve inspirar as pessoas a entender que a moda não é apenas sobre estética ou vendas, mas também humanidade. “É importante que as pessoas de todos os gêneros tenham a oportunidade de lutar, independentemente de sua identidade. O terreno não está nivelado no mundo, e na moda isso é ainda mais difícil”, disse ao CFDA.

Reprodução/Instagram/@pierrehommes
Pierre Davis, diretora criativa da No Sesso

 

Reprodução/Instagram/@pierrehommes
Estilista foi a primeira transexual a desfilar no NYFW

 

Davis diz abraçar a causa trans, mas tais oportunidades não devem ser encaradas como esmolas. “Quero mostrar o trabalho e ser reconhecida pela qualidade do meu esforço. Me sinto feliz por ter chegado à Fashion Week, mas quero ir mais longe”, afirma.

Lançada em 2015, em Los Angeles, a No Sesso já conquistou artistas como Kelela e Erykah Badu. A etiqueta investe em um streetwear desconstruído e livre de estereótipos. Sem se ater aos gêneros, a marca mistura as estéticas masculina e feminina, como pudemos ver no desfile do NYFW.

Reprodução/Instagram/@nosessola
No Sesso trabalha com um streetwear agênero

 

Reprodução/Instagram/@nosessola
Marca reinventa construções sociais

 

Reprodução/Instagram/@nosessola
Peças tipicamente femininas ganham novas visões

 

Reprodução/Instagram/@nosessola
Desconstrução característica da etiqueta

 

Com um casting majoritariamente negro, o show trouxe uma alfaiataria sexy, assimétrica e cheia de texturas. O formal se misturou com peças esportivas em veludo e couro. Os ombros marcados e as silhuetas amplas contrastaram com itens mais fluidos. “O desfile foi inspirado pela roupa de trabalho e evoca o espírito glamazon, sem importar o gênero”, disse Davis.

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Coleção desfilada nessa quinta-feira (7/2) no NYFW

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Gêneros foram misturados no styling

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Alfaiataria sexy e assimétrica

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Show também celebrou a diversidade de shapes

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Espartilhos ganharam o corpo masculino

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Vestido longo em acetinado fluido

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Alfaiataria oversized

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Casting contou com modelos trans

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Roupa mais fluida, em contraste com a seriedade das peças sociais

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Reinterpretação de blazer

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Conjunto esportivo de veludo

 

A abertura da semana de moda às marcas LGBTs começou em 2017, com o desfile da Marco Marco. A etiqueta californiana, especializada em roupas para drag queens e underwear, foi convidada a compor o line-up do evento depois de se tornar mundialmente famosa por seus shows cheios de atitude e devido à presença de estrelas do reality Rupaul’s Drag Race.

Para outras dicas e novidades sobre o mundo da moda, não deixe de visitar o meu Instagram. Até a próxima!

Colaborou Danillo Costa

SOBRE O AUTOR
Ilca Maria Estevão

Bacharel em psicologia pela Universidade Georgetown, em Washington D.C. (EUA). É apaixonada por moda e acompanha toda movimentação no universo fashion.

Últimas notícias