Novo estilista da Schiaparelli estreia na Semana de Alta-Costura

Daniel Roseberry, que substituiu Bertrand Guyon, manteve o DNA da grife francesa mas também apostou em uma pegada mais misteriosa

Peter White/Getty ImagesPeter White/Getty Images

atualizado 01/07/2019 16:19

A Semana de Alta-Costura mal começou e já surpreendeu. Um dos momentos mais esperados para a temporada de outono/inverno 2019/20 era a estreia de Daniel Roseberry no comando da Schiaparelli. Nesta segunda-feira (01/07/2019), a passarela da grife francesa apresentou peças que mantiveram o DNA da maison, com acessórios surrealistas e uma boa dose de exagero. Também houve lugar para uma pegada mais sóbria e misteriosa. Além disso, o diretor criativo apostou na mistura de elegância e sensualidade.

Vem comigo!

 

Depois de Bertrand Guyon deixar a Schiaparelli em abril, a expectativa em cima do novo couturier da maison era alta. Daniel Roseberry tem 33 anos e atuava como diretor de designer das linhas feminina e masculina da Thom Browne.

Roseberry já havia revelado que pretendia inserir mais modernidade às características usuais da grife. O estilista manteve a estética performática e volumosa da label, mas incrementou com um toque disco e sofisticado. O estilo chique e melancólico lembrou o DNA de etiquetas como Saint Laurent e Givenchy.

Para o début, a marca apostou em poucas estampas, silhuetas volumosas e mangas bufantes. Nos detalhes, correntes coladas nas unhas, brilhos grudados no pescoço e peitoral, e maxibrincos. Destaque ainda para os headpieces desconstruídos, que foram de faixas a toucas.

Enquanto as modelos andavam pela passarela, Daniel Roseberry ficou sentado em uma mesa de desenho posicionada no centro do cenário. Para completar, ele esboçou croquis durante o show.

Stephane Cardinale - Corbis/Corbis via Getty Images
A Semana de Alta-Costura começou nesse domingo (30/06/2019)

 

Stephane Cardinale - Corbis/Corbis via Getty Images
O desfile da Schiaparelli abriu o segundo dia

 

Pascal Le Segretain/Getty Images
A estreia de Daniel Roseberry na direção criativa da Schiaparelli era um dos momentos mais esperados para a temporada de outono/inverno 2019/20

 

Peter White/Getty Images
O estilista manteve a estética exagerada que está no DNA da label

 

Reprodução/Instagram/@schiaparelli
Detalhes surrealistas na passarela da grife francesa

 

Stephane Cardinale - Corbis/Corbis via Getty Images
Apesar de não mudar a essência da marca, Roseberry acrescentou mais sobriedade e mistério às composições

 

Stephane Cardinale - Corbis/Corbis via Getty Images
Renda nas pernas e brilho no peitoral para complementar o look

 

Stephane Cardinale - Corbis/Corbis via Getty Images
Mix de texturas

 

Pascal Le Segretain/Getty Images
O laranja, que é uma cor enérgica, apareceu em um tom dramático

 

Pascal Le Segretain/Getty Images
O decote ganha mais destaque com o colar que preenche todo o pescoço e segue como touca

 

Stephane Cardinale - Corbis/Corbis via Getty Images
Os detalhes pendurados no blazer fazem toda diferença

 

Pascal Le Segretain/Getty Images
Luvas para incrementar o visual de alta-costura

 

Stephane Cardinale - Corbis/Corbis via Getty Images
Cintilância no look preto

 

Peter White/Getty Images
Mistura de brilho e silhueta ampla

 

Peter White/Getty Images
Roseberry transformou a peça em um arco-íris

 

 Peter White/Getty Images
Assimetria inclusive no par de brincos

 

Pascal Le Segretain/Getty Images
Daniel Roseberry na passarela

 

 

Por ser de haute couture, o desfile aconteceu em Paris, na França. Celebridades não perderam a oportunidade de conferir a estreia de Daniel Roseberry na Schiaparelli. Entre os convidados, estavam Céline Dion, Mandy Moore, Pixie Lott e Olivia Palermo.

 

 

 

Colaborou Rebeca Ligabue

SOBRE O AUTOR
Ilca Maria Estevão

Formada em psicologia pela Universidade Georgetown, em Washington (EUA). É apaixonada por moda e acompanha toda movimentação no universo fashion.

Últimas notícias