*
 
 

Já vimos que alguns estilistas e modelos da Rússia estão se destacando ao redor do mundo. Obviamente, as fashion labels também têm seu lugar. Oferecem luxuosas peças de alfaiataria com texturas diferenciadas, looks com pegada streetwear e até algumas bem futuristas. Nestas, elementos dos ambientes urbanos, como uniformes e placas, dão origem a estampas bem atuais.

Quer conhecer marcas russas que estão chamando atenção mundo afora? Vem comigo!

 

Walk of Shame
Juventude, vida noturna e cultura clubber dos anos 1980 e 1990 são as principais inspirações de Andrey Artyomov para sua marca streetwear Walk of Shame. Designer por formação, a transição para o mundo fashion veio de suas experiências profissionais em publicações do meio, até fundar a própria brand em 2011.

As peças têm formatos modernos e irreverentes, sem deixar de lado inspirações clássicas. Vestidos ganham formas desconstruídas e drapeados inusitados, golas e botões. A it girl russa Elena Perminova é uma das fãs do trabalho de Artyomov.
Divulgação/Andrey Artyomov

Walk of Shame

 

Divulgação/Andrey Artyomov

Walk of Shame

 

Divulgação/Andrey Artyomov

Walk of Shame

 

Divulgação/Andrey Artyomov

Walk of Shame

 

Divulgação/Andrey Artyomov

Walk of Shame

 

Divulgação/Andrey Artyomov

Walk of Shame

 

Osome2Some
Osome2Some é o nome da parceria entre as russas Anna Andrienko e Natalia Buzakova. Elas criaram a primeira coleção durante uma viagem à Índia, em 2008. Posteriormente, a linha foi lançada na capital britânica. As designers passaram por seis meses de treinamento numa maison de Alexander McQueen até abrirem um estúdio em 2009 na cidade natal, São Petersburgo, onde a produção continua até hoje.

O duo é popular pelos casacos volumosos que brincam com texturas em tecidos, como seda e lã. Sobretudos com design bem sofisticado carregam um estilo elegante e contemporâneo.

Divulgação/Osome2some

Osome2some

 

Divulgação/Osome2some

Osome2some

 

Divulgação/Osome2some

Osome2some

 

Divulgação/Osome2some

Osome2some

 

Divulgação/Osome2some

Osome2some

 

Divulgação/Osome2some

Osome2some

 

Divulgação/Osome2some

Osome2some

 

ZDDZ
A marca ZDDZ tem base em Londres e foi fundada pela designer russa Dasha Selyanova, em 2013. A label vê a moda como forma de “refletir os aspectos da vida na cidade grande”. Para isso, elabora peças irreverentes, com elementos como reproduções de outdoors de publicidade, trechos de noticiários, entre outros símbolos da cultura urbana. Uniformes militares e roupas com pegada working influenciam as criações, que também priorizam conforto e praticidade.

A coleção mais recente, Outono/Inverno 2018, segue uma vibe inspirada na Off-White, principalmente pelos itens amarelos, que estão em alta na marca americana. Outro ponto alto é a célebre bota branca – acessório bastante popular atualmente, assinalando presença na coleção Resort 2019 da Givenchy.

Divulgação/ZDDZ

ZDDZ

 

Divulgação/ZDDZ

ZDDZ

 

Divulgação/ZDDZ

ZDDZ

 

Divulgação/ZDDZ

ZDDZ

 

Divulgação/ZDDZ

ZDDZ

 

Divulgação/ZDDZ

ZDDZ

 

RUBAN
As irmãs Alice e Julia Ruban passaram por vários estágios na moda até estabelecerem o selo Ruban, em 2010. Miroslava Duma e Elena Perminova são algumas fãs famosas da brand russa. A marca começou a se destacar no mercado internacional quando desfilou a coleção Primavera/Verão 2017 na Paris Fashion Week, em setembro de 2016.

As roupas costumam ter cortes e desenhos ousados. Os modelitos brincam com sobreposições e oversized, parecendo muitas vezes que as estilistas pegaram peças em tamanhos maiores e adaptaram para transformá-las em looks despojados.

Um detalhe interessante é que as coleções são inclusivas. Atendem a perfis de diferentes faixas etárias, incluindo crianças. Nas próprias fotos de divulgação, modelos de várias idades apresentam as peças.

Divulgação/Ruban

Ruban

 

Divulgação/Ruban

Ruban

 

Divulgação/Ruban

Ruban

 

Divulgação/Ruban

Ruban

 

Divulgação/Ruban

Ruban

 

Divulgação/Ruban

Ruban

 

Turbo Yulia
Diretamente do cenário underground para o mainstream, Turbo Yulia é a assinatura fashion de Yulia Vorobieva, que começou em uma colab com a marca novaiorquina Opening Ceremony, em 2012. De lá para cá, a designer lança cápsulas misturando referências street e uma estética bem futurista com shape oversized.

A cultura raver contemporânea e a tecnologia são a base da inspiração da estilista. Alguns modelos genderless de vestidos e macacões trazem releituras de capas de chuva e uniformes de trabalhadores do ambiente urbano, como bombeiros, detalhados com linhas imitando faixas de sinalização e cores neon. Emojis, distorções digitais e 3D são outras trends que Yulia traz para suas peças.

Divulgação/Turbo Yulia

Turbo Yulia

 

Divulgação/Turbo Yulia

Turbo Yulia

 

Divulgação/Turbo Yulia

Turbo Yulia

 

Para outras dicas e novidades sobre o mundo da moda, não deixe de visitar o meu Instagram. Até a próxima!

Colaborou Hebert Madeira



 


modacopa do mundo 2018marcas russas