Game of Thrones acabou, mas deixa um legado inegável à moda

Em suas oito temporadas, atração da HBO influenciou coleções, lançou tendências e originou diversas colaborações no universo fashion

Divulgação/HBODivulgação/HBO

atualizado 16/06/2019 11:27

Não há como negar: Game of Thrones (GoT) é a série de maior visibilidade desta década. Mesmo que você não tenha assistido ao programa, certamente ouviu algum amigo ou familiar comentando a trama. Contudo, a história de George R. R. Martin não impactou apenas as conversas nas mesas de bar e os debates em grupos de WhatsApp.

Desde de Sex and the City um show não influenciava tanto a moda. E não poderia ser diferente! Durante os oito anos que o projeto foi ao ar na HBO, milhões de pessoas se acostumaram a ver, semanalmente, os figurinos desenvolvidos por Michele Clapton, levando os trajes de Westeros diretamente para nossos inconscientes.

A consequência? Uma vontade irreparável de ter um pouco dos looks de Daenerys, Cersei e Sansa no guarda-roupas, fazendo mangas bufantes, golas altas e capas voltarem com tudo às passarelas.

Vem comigo conferir como a série mais celebrada da atualidade ditou tendências e coleções inteiras!

Game of Thrones deixou um legado inegável à moda, a começar pela volta das cotas de malha. Reservadas aos cavaleiros medievais, as telas metálicas, ostentadas pelas supermodelos dos anos 1990, ressurgiram nas salas de desfiles, red carpets e até mesmo no Met Gala.

Sempre presente nos figurinos de Brienne of Tarth, o chainmail apareceu em nomes como Zendaya, em sua homenagem à Joana d’Arc, Tilda Swinton, em Cannes, e Gemma Chan, enquanto nas passarelas foi revisitado por Saint Laurent, Paco Rabanne e Louis Vuitton.

Divulgação/HBO
A guerreira Brienne of Tarth sempre aparecia na série com seu traje de guerra, às vezes composto por cotas de malha

 

James Devaney/GC Images
Zendaya foi ao Met Gala 2018 seguindo o traje da personagem

 

Marc Piasecki/FilmMagic
A atriz Tilda Swinton no lançamento do filme The Dead Don’t Die, no último festival de Cannes

 

Karwai Tang/Getty Images
Gemma Chan, no Met Gala 2019

 

De acordo com o Lyst, site especializado em mapear buscas relacionadas ao universo fashion, a procura pelo termo “cota de malha” subiu 28% desde o começo de março.

Valerie Steele, diretora do Fashion Institute of Technology, acredita que esse aumento está diretamente relacionado à série. “Esse show foi um fenômeno tão grande que, mesmo não assistindo a um único episódio, como eu, você viu um milhão de imagens dessas mulheres armadas”, disse ao The Guardian.

Para Steele, curadora de uma exposição chamada Amor & Guerra: As Mulheres Armadas, a repercussão das telas metálicas também tem relação com uma busca por reafirmação. “Ainda que o material seja usado em peças mais curtas, ele ressoa como uma imagem de empoderamento feminino”, acredita.

Pascal Le Segretain/Getty Images
chainmail estrelado da Saint Laurent, no Paris Fashion Week de primavera/verão 2019

 

Dominique Charriau/WireImage
A tela metalizada surgiu em outros looks da marca francesa

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Na coleção ready-to-wear de outono/inverno 2019, a Alexander McQueen envolveu suas modelos em correntes

 

Peter White/Getty Images
Outono/inverno 2019/20 da Paco Rabanne

 

Peter White/Getty Images
Coleção trouxe várias cotas de malha

 

 Pascal Le Segretain/Getty Images For Paco Rabanne)
Detalhe da tela metálica da grife espanhola

 

Estrop/WireImage
Cruise 2020 da Louis Vuitton

 

No auge da popularidade de Game of Thrones, a figurinista Michele Clapton colocou Daenerys vestida em um longo branco com capa embutida. Pouco tempo depois, modelos semelhantes foram vistos em Katy Perry, Lady Gaga, Gwyneth Paltrow e Kim Kardashian, que também copiou as tranças da Mãe dos Dragões.

Divulgação/HBO
Vestido branco usado por Emilia Clarke

 

Jason Merritt/Getty Images for InStyle
Kim Kardashian West usou modelo semelhante…

 

Kevin Winter/WireImage
…assim como Katy Perry…

 

 Paul Morigi/WireImage
… e Lady Gaga

 

A editora-chefe da Vogue Austrália, Edwina McCann, afirma que a popularidade de Game of Thrones no mercado têxtil é um “escapismo” e que a personagem de Emilia Clarke teve o maior impacto entre as outras mulheres da série. “Seus trajes de batalha, pregas, franjas e recortes estratégicos tomaram as passarelas”, contou ao site australiano News.

Divulgação/HBO
Khaleesi, no início da série

 

Peter White/Getty Images
Desfile de outono/inverno 2019 de Elie Saab

 

Divulgação/HBO
Imagem da oitava e última temporada do show

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Na passarela da Dolce & Gabbana, na última semana de moda de Milão

 

Divulgação/HBO
Gola alta e ombros marcados

 

Neilson Barnard/Getty Images
O mesmo mood no desfile de Helmut Lang

 

Estrop/WireImage
Cruise 2020 da Louis Vuitton

 

Divulgação/HBO
As capas que tomaram a moda nas últimas temporada têm uma origem

 

Divulgação/HBO
A quebradora de correntes lançou a tendência!

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Na alta-costura de Iris Van Herpen, no início deste ano

 

McCann enfatiza que as influências vindas de GoT podem ser melhor observadas em coleções passadas da Rodarte, Elie Saab, Helmut Lang e Alexander McQueen, criadas durante as temporadas intermediárias do show. O uso de veludo, capas, brocados e headpieces foi amplamente difundido entre 2013 e 2017.

Catwalking/Getty Images
O inverno 2017 de Elie Saab celebrou a série

 

Catwalking/Getty Images
As inspirações foram visíveis e o estilista não fez questão de esconder

 

 Ernesto Ruscio/Getty Images
Desfile da Valentino, em 2015

 

 Ernesto Ruscio/Getty Images
Muitas capas e golas altas na coleção

 

 Ernesto Ruscio/Getty Images
A própria rainha do Norte!

 

Michael Kovac/Getty Images for JNSQ Wines
Capas, plissados e mangas amplas no inverno 2019 da Rodarte

 

Divulgação/Elie Saab
Elie Saab também agregou o perfume medieval da série

 

Divulgação/Elie Saab
Dá para imaginar Cersei Lannister nesse look, certo?

 

A editora aponta que o mood medieval do programa também tomou conta do Met Gala 2019, nas modelagens palacianas ostentadas por Florence Welch, Gisele Bündchen, Dakota Johnson e Jared Leto.

Sean Zanni/Patrick McMullan via Getty Images
Boatos dizem que Florence Welch gritou Dracarys nas escadarias do MoMA

 

Sean Zanni/Patrick McMullan via Getty
Gisele Bündchen investiu na capa plissada

 

Jared Leto, com produção que parece ter saído do Casamento Sangrento

 

Rabbani and Solimene Photography/WireImage
Dakota Johnson com vestido fluido de lurex

 

Correndo por fora, Cersei Lannister e Sansa Stark podem não ter chamado tanta atenção quanto Daenerys Targaryen, mas isso não significa que os estilistas não buscaram referências nas antagonistas da obra de George R. R. Martin. Os decotes, mangas amplas e ombros marcados usados pelas personagens tomaram não só as passarelas mas também o street style!

Divulgação/HBO
No início da série, Cersei vestia muitas mangas amplas…

 

Divulgação/HBO
… assim como Sansa Stark

 

Stefanie Keenan/Getty Images for JNSQ Wines
Vestidos da Rodarte, em uma versão mais contida das mangas das personagens de Westeros

 

Claudio Lavenia/Getty Images
Anya Ziourova, de Givenchy

 

Claudio Lavenia/Getty Images
Outra produção com toque de amplitude

 

Claudio Lavenia/Getty Images
Plissado, prateado e com mangas bufantes, um combo GoT

 

Theo Wargo/WireImage
Sophie Hunter com suas maximangas no Met Gala 2019

 

Divulgação/HBO
Com o passar da história, o estilo de Sansa mudou

 

Dimitrios Kambouris/Getty Images for The Met Museum/Vogue
Sienna Miller, no Met Gala 2019

 

Divulgação/HBO
Ao voltar ao Norte, personagem ganhou pele nas capas

 

Peter White/Getty Images
Outono/inverno 2019 da Miu Miu

 

Divulgação HBO/Getty Images
À esquerda, Sansa e sua capa. À direita, a coleção inverno 2017 de Elie Saab

 

Divulgação/HBO
Nas temporadas finais, Cersei adotou um estilo mais guerreiro

 

Divulgação/HBO
Nova imagem da rainha impôs força

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Alexander McQueen acompanhou a evolução da personagem

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Marca criou roupas que lembram a temática do trono de ferro

 

Yanshan Zhang/Getty Images
A primavera/verão da Givenchy também trouxe referências de Cersei, inclusive, nos cabelos

 

Yanshan Zhang/Getty Images
Mais um clique da Givenchy

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Outono/inverno 2019/20 da Saint Laurent

 

Victor VIRGILE/Gamma-Rapho via Getty Images
Outono/inverno 2019/20 da Fendi

 

Na moda masculina, a influência de Game of Thrones pôde ser vista nas túnicas e golas-padre que passaram a surgir nos red carpets, bem como no uso do veludo e jacquard nas peças. Até a Hermès, que não costuma ceder às influências da cultura pop, explorou os dragões em colares e bolsas de sua última coleção masculina, desfilada em janeiro deste ano.

Divulgação/HBO
A gola-padre foi revisitada nos personagens da família Lannister

 

Divulgação/HBO
A textura do jacquard foi amplamente utilizada durante as oito temporadas

 

Divulgação/HBO
As túnicas compuseram boa parte dos figurinos masculinos da série

 

Michael Loccisano/Getty Images
Recentemente, as peças passaram a surgir nos red carpets

 

Mike Marsland/Mike Marsland/WireImage
Ezra Miller foi um dos atores que aderiu à tendência

 

Mike Marsland/Mike Marsland/WireImage
Chadwick Boseman também apostou na novidade

 

Getty Images
Ator foi ao Oscar de túnica

 

Samir Hussein/Samir Hussein/WireImage
Jude Law e seu blazer de veludo com gola-padre

 

Peter White/Getty Images
Outono/inverno 2019/20 da Hermès teve pingentes em forma de dragão

 

Peter White/Getty Images
Bolsas da coleção também trouxeram a figura mítica

 

Obviamente, a HBO não deixou de faturar com o sucesso de seu show mais expressivo, vendendo os direitos de uso da marca Game of Thrones para joalheiros e designers. O dragão de prata ostentado por Daenerys na quinta temporada do programa foi reproduzido pela Mey London ao preço de R$ 10.500.

Já o estilista John Varvatos criou a coleção GOT X JV, que inclui o casaco Winterfell, feito de couro detonado de carneiro, duas camisas, uma jaqueta feita de fibra de cannabis e um moletom. A Adidas, por sua vez, dedicou seis versões do modelo Ultraboost às casas, heróis e vilões mais populares da atração.

Divulgação/HBO
Colar usado por Daenerys na quinta temporada do show

 

Divulgação/Mey London
Modelo criado pela Mey London para venda

 

Divulgação/John Varvatos
John Varvatos homenageou a série com conjunto de peças

 

Divulgação/Adidas
Coleção-cápsula desenvolvida pela Adidas

Colaborou Danillo Costa

SOBRE O AUTOR
Ilca Maria Estevão

Bacharel em psicologia pela Universidade Georgetown, em Washington D.C. (EUA). É apaixonada por moda e acompanha toda movimentação no universo fashion.

Últimas notícias