Claudia Schiffer e Stephanie Seymour estrelam capas da Vogue Itália

Na edição de agosto da revista, as duas supermodelos posam para autorretratos que homenageiam o trabalho do fotógrafo Helmut Newton

Billy Farrell/Patrick McMullan via Getty ImagesBilly Farrell/Patrick McMullan via Getty Images

atualizado 03/08/2019 17:01

As supermodelos Claudia Schiffer e Stephanie Seymour estrelam as capas de agosto da Vogue Itália com autorretratos. Nas imagens, as top models posam empoderadas, com e sem roupas, com duas delas em cada front page. Supervisionadas pela fotógrafa Collier Schorr, as “selfies” são um tributo ao trabalho do germano-australiano Helmut Newton (1920–2004), que deu um toque de poder e sexo à fotografia de moda na década de 1970.

Vem comigo!

A alemã Claudia Schiffer, 48, não posava para a capa da Vogue italiana há 25 anos. Em uma das front pages, usa apenas um blazer preto da Saint Laurent e sapatos de salto alto. Na outra, completamente nua, segura o blazer e cobre o corpo com uma bolsa e stilettos verdes.

O hiato da norte-americana Stephanie Seymour, 51, foi maior: sua última capa na revista foi há 32 anos. Também nua, ela se cobre apenas com um cinto em uma das fotos. Na segunda, mostrando menos pele, usa um casaco felpudo verde, meia-calça escura com bolinhas e segura a câmera em direção ao espelho.

Reprodução/Vogue Itália
Claudia Schiffer na Vogue Itália, com blazer preto e salto alto – Claudia by Claudia

 

Reprodução/Vogue Itália
Na outra capa, posa completamente nua, coberta apenas com uma clutch e sapatos verdes

 

Reprodução/Vogue Itália
Stephanie by Stephanie: a supermodelo norte-americana posa sexy e empoderada, coberta apenas por um cinto

 

Reprodução/Vogue Itália
Em outra capa, ela mostra menos pele: usa um casaco felpudo verde e meia-calça

 

O styling de ambas as capas é de Vanessa Reid. A abordagem empoderada ganha ainda mais força com as frases Claudia by Claudia e Stephanie by Stephanie. Responsável pela fotografia, Collier Schorr é conhecida por subverter as ideias de gênero e identidade em seu trabalho.

“Por causa de quem eu sou e de quem elas são, eu acho que essas fotos são sobre o reconhecimento das mulheres de sua própria sexualidade, e isso é muito diferente da representação do desejo, que está sempre ligada ao criador da imagem. Eu acho que isso foi sobre Claudia, Stephanie e minhas relações com nossas sexualidades e corpos, e sobre sermos vistas como mulheres mais velhas”, explica Schorr em post publicado no Instagram da Vogue italiana.

Para ela, este é um traço bem forte que lembra o trabalho de Helmut Newton. “O conceito era pegar a estrutura de alguns dos ensaios de estúdio mais originais de Newton, especialmente os ‘autorretratos’. Teoricamente, as mulheres nessas fotografias estavam ‘fazendo’ seus próprios retratos naquele breve momento em que se olhavam em espelhos e soltavam o obturador da câmera com uma liberação de cabo”, acrescentou.

Ron Galella/Ron Galella Collection via Getty Images
Helmut Newton, fotógrafo homenageado nas capas de agosto da revista Vogue Itália

 

Billy Farrell/Patrick McMullan via Getty Images
Depois de décadas, Stephanie Seymour e Claudia Schiffer voltam a estampar capas da Vogue italiana

 

PL Gould/IMAGES/Getty Images
Claudia Schiffer no desfile outono 1991 de Carolyne Roehm, em Nova York

 

Dimitrios Kambouris/Getty Images
Hoje, a supermodelo alemã tem 48 anos

 

Venturelli/WireImage via Getty Images
Em 2017, ela participou de um tributo a Gianni Versace no desfile de primavera/verão 2018 da grife italiana, ao lado de Carla Bruni, Naomi Campbell, Cindy Crawford e Helena Christensen

 

Santiago Felipe/Getty Images
Stephanie Seymour tem 51 anos e é norte-americana

 

Guy Marineau/Condé Nast via Getty Images
Nesta foto, a supermodelo estava desfilando para a primavera 1992 da Versace

 

Em fevereiro, retornou à passarela da grife para encerrar o desfile de outono/inverno 2019/20

 

Ao lado de nomes como Carla Bruni e Naomi Campbell, Schiffer voltou à passarela em 2017 para uma homenagem aos 20 anos da morte de Gianni Versace. Em fevereiro, ela foi rosto da campanha de primavera/verão 2019 da Ba&sh.

Ícone da década de 1990, Stephanie fechou o desfile de outono/inverno 2019/2020 da Versace, em fevereiro deste ano. Ao longo da carreira, a top foi Angel da Victoria’s Secret e já lançou a própria linha de lingeries.

Em 2016, ela causou polêmica ao dizer que as jovens modelos atuais não deveriam ser consideradas “supermodelos” (termo que remete aos anos 1990), mas sim “bitches of the moment” (vadias do momento, em tradução literal). Posteriormente, desculpou-se pela declaração, alegando que a observação foi tirada de contexto.

A edição chegará às bancas nesta terça-feira (06/08/2019).

Colaborou Hebert Madeira

SOBRE O AUTOR
Ilca Maria Estevão

Bacharel em psicologia pela Universidade Georgetown, em Washington D.C. (EUA). É a colunista de moda do Metrópoles e acompanha a movimentação na indústria fashion nacional e internacional. Além da curadoria de Ilca, o espaço tem a colaboração dos repórteres Rebeca Ligabue, Hebert Madeira, Danillo Costa e Sabrina Pessoa. Após passar por rigoroso processo de pesquisa, apuração e troca de ideias, as matérias são publicadas diariamente às 5h30, às 12h e às 15h. Às terças, quintas e aos domingos, o primeiro texto postado na coluna é uma reportagem especial.

Últimas notícias