Chanel tenta ganhar espaço no mercado masculino com coleção genderless

Colaboração com cantor Pharrell destoa do perfil da grife francesa, mas aproxima marca do streetstyle

Divulgação/ChanelDivulgação/Chanel

atualizado 29/03/2019 11:37

Há algumas temporadas, o mundo da moda cobra uma modernização dos estandartes da Chanel, que ainda permanece fora dos radares da geração millennial. Contudo, a grife finalmente parece estar disposta a entrar no mercado de streetstyle e, para essa nova empreitada, a casa convocou um nome de peso.

Depois de lançar um modelo de tênis em parceria com a maison, em 2017, e desfilar no show masculino da etiqueta, em dezembro do ano passado, o cantor Pharrell foi convocado a criar uma linha urbana para a empresa. A colaboração, lançada em Seul, nesta quinta-feira (28/03), é a primeira da label e faz um importante aceno ao estilo genderless e ao público masculino.

Vem saber mais comigo!

Quando Pharrell Williams surgiu com um moletom amarelo decorado com a insígnia da Chanel coberta por cristais, em novembro, sabíamos que sua colaboração com a casa francesa traria um decorativismo jovial que não faz parte do DNA da grife. Porém, com a chegada da parceria ao mercado, vimos que o trabalho representa muito mais do que isso.

Além de finalmente atender os anseios dos fãs da moda de rua, a maison entrou na onda genderless, provando que nem a companhia mais tradicional do mercado têxtil sobrevive à era do Instagram vendendo apenas tailleurs.

Dia Dipasupil/Getty Images
Pharrell desfilou no último show da grife

 

Brent Lewin/Getty Images For Chanel
Moletom amarelo, exibido em novembro

 

Divulgação/Chanel
Pharrell é o primeiro colaborador masculino na história da Chanel

 

Divulgação/Chanel
Cantor e produtor investiu em coleção agênero

 

Han Myung-Gu/WireImage
Artista ao lado de sua esposa, Helen Lasichanh, no lançamento da parceria, em Seul

 

Reprodução/Instagram/@pharrell
Com Karl Lagerfeld

 

Reprodução/Instagram/@pharrell
Na capa da Harper’s Bazaar, falando sobre o novo trabalho

Marcada pelas cores, a coleção-capsula de Pharrell é um splash de roupas esportivas, mas em um tom pop e divertido, com aplicações de pedrarias e bordados. Ao todo, são 10 peças ready-to-wear, entre shorts, calças, camisetas e moletons.

Os acessórios, como os mocassins magenta, slippers de pelúcia, pochetes, bucket hats e ski goggles, são um show à parte e devem fazer sucesso na temporada resort. Destaque para os tênis com freehand prints, que carregam mensagens empoderadas como “as mulheres vão salvar o mundo”.

Divulgação/Chanel
Bucket hat é um dos acessórios celebrados na colaboração

 

Divulgação/Chanel
Bem como as pochetes

 

Divulgação/Chanel
Parceria traz modelos de robe

 

Divulgação/Chanel
Ski goggles e maxi-bolsa da linha

 

Divulgação/Chanel
São dez peças, entre camisetas, calças, shorts e moletons

 

Divulgação/Chanel
Trabalho é marcado pelo contraste de cores

 

Divulgação/Chanel
Tênis com handfree prints devem virar hit

 

Divulgação/Chanel
Mocassim magenta leva assinatura do colaborador

 

Divulgação/Chanel
Coco Chanel foi homenageada nesse modelo

 

Divulgação/Chanel
Slippers de pelúcia

 

O humor alegre também é visto na campanha, estrelada por Alton Mason, primeiro homem negro a desfilar para a grife, Anok Yai, Adesuwa Aighewi e Soo Joo Park. “Pharrell teve um enorme impacto na cultura popular e na cultura hip-hop. Ele é um gênio. É uma loucura trabalhar com ele”, diz o sorridente Mason entre as tomadas futuristas, inspirados no anime Akira.

“Gabrielle Coco Chanel não fazia diferenciações e sua marca não me pediu para fazer diferente quando me procurou. Não precisa haver limites, contanto que você explore e herança deixada por ela, como Karl sempre fez. Nós não precisamos de paredes, precisamos de pontes”, disse Pharrell, o primeiro designer convidado da etiqueta, à Vogue América.

Divulgação/Chanel
Campanha tem clima futurista

 

Divulgação/Chanel
Sportwear genderless

 

Divulgação/Chanel
Bandeira LGBTq cravejada com cristais celebra a diversidade

 

Divulgação/Chanel
Trabalho também é uma investida no público masculino

 

A nova iniciativa da companhia também deve ajudá-la a ganhar mais espaço no segmento masculino. Desde o ano passado, a label não poupa esforços para agradar os homens, tendo, inclusive, lançado uma linha de maquiagem para eles.

Para outras dicas e novidades sobre o mundo da moda, não deixe de visitar o meu Instagram. Até a próxima!

Colaborou Danillo Costa

SOBRE O AUTOR
Ilca Maria Estevão

Bacharel em psicologia pela Universidade Georgetown, em Washington D.C. (EUA). É apaixonada por moda e acompanha toda movimentação no universo fashion.

Últimas notícias