*
 
 

Depois de quatro anos na Schiaparelli, o estilista Bertrand Guyon deixou o posto de diretor criativo da maison. O anúncio da saída foi feito nessa sexta-feira (19/4/19), mas ainda se sabe qual será o novo nome para o cargo.

O designer francês estreou na etiqueta com a coleção de outono/inverno 2016 na alta-costura. Desde então, destacou-se com criações que mantiveram o DNA excêntrico da marca com um toque de ousadia, desenvoltura e, até, descontração.

Vem comigo!

Em comunicado à imprensa, a maison aproveitou o momento para brevemente destacar o legado de Guyon. “A Schiaparelli agradece a Bertrand Guyon por sua contribuição para a atividade de alta costura da Casa, em estreita colaboração com o estúdio criativo e o ateliê da Place Vendôme.”

Criada em 1929 pela italiana Elsa Schiaparelli, a marca ficou inativa por quase 60 anos. Em 2014, retornou com as produções de alta-costura. Já no ano seguinte, Guyon assumiu o comando da label. Superando as expectativas, o designer apresentou um conceito que uniu modernidade e exuberância.

Catwalking/Getty Images

Para a estreia na Schiaparelli, Guyon se inspirou no espírito cosmopolita de Paris, Londres, Roma e Nova York

 

Dominique Charriau/WireImage

O debut incluiu bomber jackets versão couture

 

No outono de 2016, a etiqueta apostou no prêt-à-couture – uma espécie de meio termo entre a alta-costura e o ready-to-wear. Já no ano passado, Bertrand Guyon foi também o responsável pela primeira coleção prêt-à-porter da Schiaparelli.

Divulgação/Schiaparelli

Toques de alfaiataria, plissado e um ar elegante foram destaques na primeira coleção ready-to-wear da grife francesa

 

Divulgação/Schiaparelli

Batizada de Story, a coleção foi criada para manter o legado de colaborações com grandes talentos e artistas

 

Contudo, foi na alta-costura que ele mostrou sua autenticidade e capacidade de arriscar. Nas criações, investia em misturas de cores e texturas nada convencionais.

Sem abandonar a elegância, Guyon passou a mostrar que é possível investir em uma espécie de alfaiataria descolada e inovadora. Nos detalhes, tinha o costume de não economizar no uso de camadas, caudas volumosas, brilho e formas desconstruídas.

No início deste ano, o desfile da Schiaparelli abriu a Semana de Moda de Alta-Costura. Para a ocasião, o designer desenvolveu peças deslumbrantes e enérgicas, com direito a um toque do estilo western.

Pascal Le Segretain/Getty Images)

Para a temporada de alta-costura de primavera/verão 2019, o estilista se inspirou no universo celeste e na natureza

 

Pascal Le Segretain/Staff/via Getty Images

Bota western na alta-costura

 

As criações do estilista também conquistaram celebridades, como Celine Dion e Lady Gaga. No Oscar 2019, Helen Mirren e Linda Cardellini elegeram vestidos com tons de rosa desenvolvidos por ele.

Steve Granitz/WireImage/via Getty Images

Linda Cardellini usou look by Betrand Guyon no Oscar 2019

 

Steve Granitz/WireImage/via Getty Images

Helen Mirren também foi de Schiaparelli

 

Formado pela École de la Chambre Syndicale de la Couture Parisienne, Guyon passou por outras grifes renomadas. Ficou por nove anos na Givenchy, uma década na Christian Lacroix, além de sete anos na Valentino. Agora, fica a expectativa para saber o caminho que o designer francês percorrerá.

Para outras dicas e novidades sobre o mundo da moda, não deixe de visitar o meu Instagram. Até a próxima!


Colaborou Rebeca Ligabue



 


modaSchiaparellidiretor criativoBertrand Guyon