Artista cria acessórios nostálgicos inspirados em frutas e doces

A jovem Daisy Mijangos é chef confeiteira e desenvolve brincos em formato de morangos, laranjas e sobremesas pela marca Pastry Plug

Reprodução/Instagram/@pastryplug.shop

atualizado 28/12/2019 13:27

Os pequenos acessórios criados pela artista Daisy Mijangos unem o mundo da moda com a confeitaria. Pelas mãos da jovem de 23 anos, que também é chef confeiteira, brincos, chaveiros e presilhas ganham formatos de morangos, laranjas e docinhos. Em 2018, ela transformou o hobby na marca Pastry Plug. Feitas à mão, as pequenas bijuterias são uma lembrança nostálgica da infância de Daisy, que usa a criatividade de forma terapêutica.

Vem comigo conferir!

Daisy mora na cidade de Englewood (Nova Jersey, EUA) e tem ascendência guatemalense-chinesa. À revista i-D, a jovem contou que tudo começou quando ela decidiu usar a arte para lidar com alguns traumas e o apego pelo passado. Antes dos acessórios, tentou fazer isso com música e bordado, mas ainda não era exatamente o que queria.

Depois de receber um conselho de um amigo músico, que usa a memória afetiva como fonte criativa, Daisy lembrou que era uma grande colecionadora de brinquedos. Fã de personagens dos jogos da Nintendo e da gatinha Hello Kitty, a jovem disse que eles remetem a lembranças antigas, especialmente da família.

“Percebi que estou mais feliz quando estou em casa, cercada por meus brinquedos e coisas que guardei da infância. Decidi que poderia me expressar fazendo arte funcional. Comecei fazendo joias para mim, me perguntando: o que quero vestir, o que quero para mim e o que posso fazer por mim?”, disse na entrevista.

Daisy começou a criar acessórios para si mesma e a receber pedidos de amigos. Em 2018, a criativa passou a comercializar as peças da Pastry Plug. “Pensei: como honro o que costumava me deixar tão feliz e considero tão querido no meu coração? Decidi combinar isso com o meu trabalho diurno como padeira profissional e fazer acessórios que se assemelham a brinquedos e doces”, revelou.

Reprodução/Instagram/@pastryplug.shop
Daisy Mijangos cria os acessórios da Pastry Plug, inspirados em comidas, como frutas e doces

 

Jessica Portillo/Pastry Plug
As peças têm uma pegada lúdica e nostálgica

 

Jessica Portillo/Pastry Plug
Brincos no formato de bananas, morangos e laranjas

 

Jessica Portillo/Pastry Plug
A Pastry Plug tem tudo a ver com a tendência dos anos 1990, atualmente em alta na moda

 

Reprodução/Instagram/@pastryplug.shop
Daisy é chef confeiteira e canaliza a criatividade desenvolvendo acessórios

 

Reprodução/Instagram/@pastryplug
Para a jovem, criar as peças é terapêutico

 

Reprodução/Instagram/@pastryplug
Feitos de argila e resina, os itens remetem à coleção de brinquedos de Daisy

 

Reprodução/Instagram/@pastryplug
O ar divertido dos brincos traz boas lembranças para a jovem de 23 anos

 

O pai de Daisy tinha grandes habilidades com bricolagem e apoiava todas as ideias criativas da filha. Infelizmente, ele morreu quando a artista ainda estava na middle school (equivalente ao ensino fundamental II no Brasil).

“Ele realmente admirava minhas pequenas e estranhas ideias e os experimentos que eu fazia. Então, quando ele faleceu, senti como se não tivesse um osso criativo no meu corpo. Levei uma década para entender a morte de meu pai e saber que está tudo bem”, observou.

Reprodução/Instagram/@pastryplug.shop
Antes de investir nos acessórios, ela começou com bordados

 

Reprodução/Instagram/@pastryplug.shop
Bordado de um Tamagotchi, os bichinhos virtuais que fizeram maior sucesso na década de 1990

 

Reprodução/Instagram/@pastryplug.shop
Daisy se inspira em elementos como os jogos da Nintendo e a gatinha Hello Kitty

 

Reprodução/Instagram/@pastryplug.shop
Presilhas e chaveiro com pequenos docinhos

 

Reprodução/Instagram/@pastryplug.shop
Brincos de Tamagotchi

 

Reprodução/Instagram/@pastryplug.shop
Os brincos de laranja têm efeito translúcido

 

Para criar as miniaturas de doces e frutas, os principais materiais são dois tipos de argila: uma de polímero e outra de origem japonesa, que não precisa ser assada. Ela também utiliza alguns tipos de silicone e plásticos. “Dependendo da espessura da argila e de quanto você usa, pode levar até duas semanas para secar. Mas, basicamente, o objetivo dessa massa é criar coisas com efeito translúcido”, explicou à i-D.

Chegar ao resultado final de uma nova biju não é uma tarefa fácil. Uma única peça pode exigir até 10 tentativas, além de testes de durabilidade, leveza, desgaste e a escolha do material mais adequado. Para criar um único brinco de morango, a jovem precisou tentar sete vezes. As food models, réplicas de comida populares nas vitrines de restaurantes do Japão, servem como inspiração.

Jessica Portillo/Pastry Plug
O processo de criar uma peça pode levar até 10 tentativas

 

Reprodução/Instagram/@pastryplug.shop
Os principais materiais são dois tipos de argila

 

Jessica Portillo/Pastry Plug
Daisy também utiliza alguns tipos de silicone e plástico

 

Reprodução/Instagram/@pastryplug.shop
Brinco em forma de fatia de carambola

 

“Mesmo que as pessoas não conheçam toda a história por trás das peças, fazê-las é uma forma de terapia para mim e me ajuda a trabalhar com outras coisas”, conta Daisy. Pelo visto, a referência afetiva da Pastry Plug fez a marca acertar em cheio. Segundo a artista, as pessoas associam as bijuterias a objetos nostálgicos, como papéis de carta e borrachas escolares.

“A nostalgia é, definitivamente, o maior motivo por trás de todo esse projeto. Estou tentando criar peças que ajudem outras pessoas a se sentirem felizes, ou as distraiam de qualquer coisa ruim que esteja acontecendo agora, mesmo que seja apenas por dois segundos”, ressalta.

A primeira coleção se chama Café Collection e está disponível no e-commerce da marca, que entrega no Brasil. Para preservar melhor as peças, a designer recomenda evitar exposição prolongada à luz solar e água. Todas elas são únicas e feitas sob encomenda.

Veja alguns itens na galeria:

0

Colaborou Hebert Madeira

Últimas notícias