Após contratação de modelo trans, executivo deixa a Victoria’s Secret

O diretor de marketing da empresa, Ed Razek, foi alvo de críticas do público por fazer comentários considerados preconceituosos

Dia Dipasupil/Getty Images for Victoria's SecretDia Dipasupil/Getty Images for Victoria's Secret

atualizado 06/08/2019 18:10

O diretor de marketing da Victoria’s Secret, Ed Razek, deixou o cargo na empresa. A informação foi divulgada por meio de um memorando interno citado por veículos internacionais. Vale destacar que o pedido de desligamento ocorreu dias depois da contratação da primeira modelo transexual pela marca de lingeries, a brasileira Valentina Sampaio.

Vem comigo!

 

O documento distribuído pela L Brands, controladora da Victoria’s Secret, diz que Razek vai se aposentar. O executivo deixou o posto depois que a grife contratou a brasileira Valentina Sampaio. A modelo transgênero participou recentemente de uma campanha da linha Pink.

Durante anos, Ed Razek foi um dos responsáveis pela relutância da Victoria’s Secret em selecionar um casting mais variado e representativo. Ele era a favor da continuidade de uma imagem sexualizada e estereotipada das angels.

Taylor Hill/ WireImage/ via Getty Images
Ed Razek ignorava os pedidos do público por um casting mais diversificado

 

Reprodução/Instagram/@valentts
Valentina Sampaio foi a primeira modelo transexual a ser contratada pela Victoria’s Secret

 

No ano passado, o então diretor de marketing foi alvo de críticas por fazer comentários controversos. Ao ser questionado sobre a falta de diversidade na marca, Ed Razek se expressou de forma ultrapassada. “Não acho que teremos esse tipo de modelo, porque esse show é uma fantasia. São 42 minutos de entretenimento”, declarou em entrevista à Vogue.

Na ocasião, as redes sociais foram tomadas por pedidos de boicote à grife. Várias modelos transexuais e plus size se manifestaram contra a postura do executivo. Entre elas, Leyna Bloom, Carmen Carrera, Tabria Majors e Amanda Lepore.

Jamie McCarthy/WireImage/via Getty Images
Ed Razek era diretor de marketing da Victoria’s Secret

 

Dimitrios Kambouris/Getty Images for Victoria's Secret
O executivo foi criticado pelo público depois de fazer comentários considerados preconceituosos

 

Após a repercussão negativa, Razek tentou se retratar. “Minha declaração sobre não incluir modelos transgênero no desfile da Victoria’s Secret foi insensível. Peço desculpas”, disse.

Contudo, o público continuou a exigir uma postura mais consciente por parte da Victoria’s Secret, que enfrentou inclusive um período de risco de falência. Além disso, a modelo Karlie Kloss destacou em uma entrevista que saiu da Victoria’s Secret para “ser uma feminista melhor”.

j. Lee/Film Magic/via Getty Images
A última vez em que Karlie Kloss pisou numa passarela da Victoria’s Secret foi em 2017

 

Dimitrios Kambouris/Getty Images for Victoria's Secret
O Victoria’s Secret Fashion Show acontecia anualmente desde 1995

 

As consequências não deixaram de aparecer. Recentemente, o famoso Victoria’s Secret Fashion Show chegou a ser cancelado. Até o momento, não se sabe se a atração anual da marca voltará a acontecer.

 

Colaborou Rebeca Ligabue

 

SOBRE O AUTOR
Ilca Maria Estevão

Bacharel em psicologia pela Universidade Georgetown, em Washington D.C. (EUA). É apaixonada por moda e acompanha toda movimentação no universo fashion.

Últimas notícias