Amaro usa dados genéticos de mulheres brasileiras em nova coleção

Com apoio da tecnologia, a marca desenvolveu roupas inspiradas nas informações do DNA de 19 formadoras de opinião

Divulgação/AmaroDivulgação/Amaro

atualizado 07/11/2019 20:07

A coleção mais recente da Amaro leva a ideia de personalização a outro nível. Unindo moda e tecnologia, a marca desenvolveu roupas de acordo com os dados genéticos de 19 formadoras de opinião de diferentes regiões do Brasil. Lançada na última segunda-feira (04/11/2019), a DNA Collection inclui vestidos, saias, blusas, calças e outros itens. Ao todo, são 57 peças criadas de acordo com as particularidades de cada personalidade escolhida.

Vem comigo!

Com ajuda da geneticista Juliana Saquete, a marca analisou o material genético colhido na saliva das seguintes personalidades: Maju Silva, Carol Rocha, Stella Yeshua, Loo Nascimento, Cris Paladino, Mel (Gonçalves), Poliana Okimoto, Keila Gomes, Julia Ferreira, Camila Acchutti, Lian Tai, Lara Dias, Joana Cannabrava, Mari Maria, Gabie Fernandes, Gessica Justino, Fabi Justus, Vanessa Rozan e Suzana Ceridono. Todas têm presença ativa nas redes sociais e atuam em áreas diversas, de música a esportes.

Mais de 700 mil regiões do DNA foram analisadas utilizando o método polimorfismo de nucleotídico único (SNP). Por meio da variação nos marcadores genéticos, foi possível verificar detalhes como a “ancestralidade global dos perfis”. O estudo reúne, ainda, informações como preferência pelo dia ou pela noite, impulsividade, o jeito de lidar com estresse e até habilidades matemáticas.

Com esses dados em mãos, a equipe de design da Amaro desenhou os produtos sem saber a quem as informações pertenciam. As interpretações foram confirmadas depois, em um brainstorm com os estilistas, designer de estampas e geneticista.

Aspectos como a preferência por noite ou dia influenciaram no resultado final das peças, além das cores, formas e fluidez. Cada personagem teve a sua própria paleta, que variou de opções neutras a tons mais vibrantes.

Divulgação/Amaro
Maju Silva, Julia Ferreira, Mari Maria e Poliana Okimoto são algumas das 19 mulheres que emprestaram seus dados genéticos para a coleção DNA da Amaro

 

Divulgação/Amaro
Informações coletadas no DNA de cada uma foram essenciais na criação das peças, sem que a equipe de design soubesse a identidade delas. Nesta foto, posam Stella Yeshua, Cris Paladino e Loo Nascimento

 

Divulgação/Amaro
Vários estilos diferentes se encontram na coleção. Aqui, Julia Ferreira, Gessica Justino e Lara Dias

 

Divulgação/Amaro
Vanessa Rozan, Loo Nascimento, Gabie Fernandes e Fabiana Justus

 

Divulgação/Amaro
Stella Yeshua, Joana Cannabrava, Lian Tiai e Camila Achutti

 

Feitas à mão, as seis estampas da coleção passeiam por diferentes estilos: florais, animal print e uma espécie de camuflado. Entre as padronagens, estão risca de giz, xadrez, um monograma geométrico e bolinhas. De maneira geral, as peças são fluidas, amplas e priorizam o comprimento longo. Até os tecidos variaram de acordo com a personalidade de cada mulher.

Quer entender na prática? A “impulsividade média” de Loo Nascimento, por exemplo, resultou em peças com estampas mais evidentes. O toque confortável da fibra natural tem a ver com a maneira como ela reage ao estresse.

O CEO da Amaro, Dominique Olivier, acredita que essa é uma forma de celebrar a revolução da moda e a individualidade. A marca é conhecida por unir criatividade e tecnologia.

“Essa coleção faz parte de um novo momento da moda no Brasil, que comemora o individualismo das mulheres. Lançamos a coleção DNA em seguida da nossa primeira campanha institucional, estrategicamente. As duas representam a revolução da moda e nós, na Amaro, estamos orgulhosos em fazer parte desse movimento”, disse em comunicado.

Divulgação/Amaro
As estampas refletem a “impulsividade média” de Loo Nascimento

 

Divulgação/Amaro
Prateado futurista neste casaco de Keila Gomes

 

Divulgação/Amaro
Mari Maria com rosa romântico e amarração no vestido

 

Divulgação/Amaro
Peças práticas e urbanas inspiradas em Cris Paladino

 

Divulgação/Amaro
Gabie Fernandes inspirou esta padronagem contemporânea

 

Divulgação/Amaro
Lian Tiai com um longo clean e turquesa

 

Divulgação/Amaro
Poliana Okimoto e um floral romântico

 

As peças estão disponíveis na loja virtual e nas guide shops da Amaro, com espaços dedicados exclusivamente à DNA Collection. Também dá para conferir a coleção pelo aplicativo da marca. Neste link, é possível fazer um teste para descobrir com qual das 19 mulheres você se identifica mais.

 

Colaborou Hebert Madeira

SOBRE O AUTOR
Ilca Maria Estevão

Bacharel em psicologia pela Universidade Georgetown, em Washington D.C. (EUA). É apaixonada por moda e acompanha toda movimentação no universo fashion.

Últimas notícias