Pioneiro Alberto Fernandes, da Beiramar Imóveis, morre aos 88 anos

O empresário estava internado na UTI do Hospital Brasília, no Lago Sul, há 15 dias

atualizado 02/08/2020 12:38

Alberto Fernandes Beiramar Reprodução

Pioneiro de Brasília, Alberto Fernandes morreu, na madrugada deste domingo (2/8), aos 88 anos. O empresário chegou à nova capital federal antes de sua inauguração, em 1959, e fundou uma das mais bem-sucedidas imobiliárias do DF: a Beiramar Imóveis, no ano de 1981.

Alberto Fernandes contraiu a Covid-19, chegou a se curar do vírus, mas não resistiu às complicações posteriores causadas pela infecção com o novo coronavírus. O empresário estava internado há 15 dias na UTI do Hospital Brasília.

O velório será, neste domingo (2/8), das 15h às 17h, na capela 6 do Cemitério Campo da Esperança. O sepultamento ocorrerá às 17h30.

Trajetória

Nascido em São João dos Patos, no interior do Maranhão, Alberto Fernandes chegou a Brasília na época da construção da nova capital. Ainda na Cidade Livre, o empresário abriu seu primeiro negócio na região: uma joalheria com peças que havia garimpado de um campo em Goiás.

Em pouco tempo, Alberto levou sua recém-inaugurada empresa para a Rua da Igrejinha, como é conhecido o comércio da 108 Sul. O empreendimento foi o primeiro passo de Alberto Fernandes no ramo dos negócios no DF. Depois de investir em diversas áreas, o pioneiro apostou no mercado imobiliário, fundando a Beiramar Imóveis, que segue ativa há 39 anos.

Em 21 de fevereiro de 2014, Alberto Fernandes ganhou o título de Cidadão Honorário de Brasília, honraria dada pela Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Alberto Fernandes deixa a esposa, dona Marimir, e os dois filhos, Pedro e Paulo.

Alberto Fernandes Pioneiro
Alberto Fernandes morreu aos 88 anos

Últimas notícias