MJ libera R$ 33 milhões para reforma da Sala Martins Pena

Espaço no Teatro Nacional foi inaugurado em 1966 e possui capacidade de 407 lugares. Obras devem começar no início de 2020

Daniel Ferreira/MetrópolesDaniel Ferreira/Metrópoles

atualizado 07/11/2019 13:02

O Fundo de Direitos Difusos do Ministério da Justiça (FDD) liberou, nesta quinta-feira (07/11/2019), em votação unânime, R$ 33 milhões para as obras de reforma e restauração da Sala Martins Pena (foto de destaque), no Teatro Nacional Claudio Santoro. O governador Ibaneis Rocha (MDB) informou que as obras devem começar no início de 2020.

A Sala Martins Pena foi inaugurada em 1966 e possui capacidade de 407 lugares, palco de 235 m², um elevador e 15 camarins.

Fechado há cinco anos, o Teatro Nacional Claudio Santoro foi concebido pelo arquiteto Oscar Niemeyer, com projeto estrutural do engenheiro Joaquim Cardozo. Auditoria do Tribunal de Contas do DF (TCDF) realizada em junho de 2018 e publicada pelo Metrópoles apontou a necessidade de reforma imediata no complexo cultural. Durante a vistoria, os auditores relataram ter encontrado “graves falhas no sistema de manutenção, necessitando de reparos urgentes”.

Segundo a Corte, “as portas de acesso à Sala Martins Pena e ao Espaço Dercy Gonçalves estavam quebradas; as vigas estruturais apresentavam rachaduras; havia sinais de infiltração no telhado e nas paredes externas, além de mofo no carpete da Sala Villa-Lobos; os elevadores estavam fora de serviço; e o sistema de ar-condicionado causava insalubridade (soltando lã de vidro)”.

Fundo

O FDD é um fundo  criado em 1988 para gerir recursos procedentes das multas e condenações judiciais e danos ao consumidor, entre outros. Os valores são utilizados para financiar projetos de órgãos públicos e entidades civis que visam à reparação dos danos causados ao meio ambiente, ao consumidor, a bens e direitos de valor artístico, estético, histórico, turístico, paisagístico, por infração à ordem econômica e a outros interesses difusos e coletivos.

O FDD tem na conta R$ 714 milhões para financiar projetos até o final de 2019.

SOBRE OS AUTORES
Lilian Tahan

Dirige desde setembro de 2015 o site de notícias Metrópoles. É formada em comunicação social pela Universidade de Brasília (UnB), com especialização em jornalismo digital e gestão de empresa de comunicação pela ISE Business School, instituição vinculada à Universidade de Navarra, na Espanha. Antes do Metrópoles, trabalhou por 12 anos no Correio Braziliense e dois anos na revista Veja Brasília. Ao longo da carreira, conquistou prestigiados prêmios de jornalismo, como Esso, Embratel, CNT, CNI, AMB, MPT, Engenho.

Maria Eugênia

Formou em jornalismo pelo Centro Universitário de Brasília (UniCeub) em 1988. No Jornal de Brasília, chegou ao cargo de editora-chefe. Trabalhou também no Correio Braziliense, na Band News FM, e foi coordenadora-adjunta de Comunicação para a Copa do Mundo 2014, junto ao Governo do Distrito Federal (GDF).

Últimas notícias