Defesa de ex-secretário de Saúde do DF preso pede desbloqueio de dinheiro

Os advogados de Francisco Araújo tentam a liberação de valores "de natureza salarial" que foram retidos por determinação da Justiça

atualizado 29/10/2020 16:56

Francisco Araújo HUGO BARRETO

A defesa do ex-secretário de Saúde do DF Francisco Araújo tenta mais uma vez o desbloqueio de dinheiro do ex-gestor, que está preso desde o dia 25 de agosto. Ele foi alvo da Operação Falso Negativo.

O processo de restituição, que tramita no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), foi distribuído nesta quinta-feira (29/10).

Segundo o advogado Cleber Lopes, os recursos são referentes à remuneração de Araújo. “A defesa está buscando a liberação de valores de natureza salarial, os quais não podem ser objeto de bloqueio”, afirmou.

O TJDFT já havia negado pedidos de desbloqueio de valores retidos.

O desembargador Humberto Adjuto Ulhôa determinou o bloqueio de R$ 18,6 milhões de forma solidária da ex-cúpula da Secretaria de Saúde do DF e dos outros alvos da operação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

0

O MPDFT denunciou Francisco e mais 14 pessoas por crimes como organização criminosa, inobservância das formalidades da dispensa de licitação, fraude à licitação e peculato (desviar dinheiro público). Os 15 se tornaram réus.

Últimas notícias