Cristiano Araújo desiste de Diretoria Administrativa do Metrô-DF

O ex-parlamentar, réu na Drácon, seguiu orientação do governador Ibaneis Rocha no sentido de evitar exposição ao assumir o cargo público

Daniel Ferreira/MetrópolesDaniel Ferreira/Metrópoles

atualizado 17/01/2019 9:37

O ex-deputado distrital Cristiano Araújo (PSD) desistiu de assumir o cargo de diretor administrativo do Metrô-DF. Ele havia sido convidado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) para a função, após apoiar o emedebista durante a campanha eleitoral.

O pessedista seguiu orientação do próprio Ibaneis no sentido de evitar a exposição ao assumir o cargo público. A indicação de Cristiano Araújo tem sido duramente questionada, inclusive pelo Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT), porque ele é réu na Operação Drácon, que investiga o suposto recebimento de propina por parte de parlamentares em troca da destinação de emendas.

Ao conversar com Cristiano Araújo, o governador ponderou que mesmo uma boa linha de defesa em relação ao seu processo ficaria contaminada pela pressão que o ex-distrital sofreria se assumisse o posto. O indicado do chefe do Executivo local concordou e ofício já foi redigido e enviado ao Metrô-DF informando a decisão.

Ibaneis, agora, estuda novos currículos para fazer a escolha de um outro diretor. Em reportagem publicada nesta quarta-feira (16/1), o Metrópoles mostrou as alegações finais do MPDFT no processo da Drácon, em que Cristiano Araújo é citado 85 vezes e apontado como elo entre a Câmara Legislativa e a Secretaria de Saúde no suposto esquema.

SOBRE O AUTOR
Lilian Tahan

Dirige desde setembro de 2015 o site de notícias Metrópoles. É formada em comunicação social pela Universidade de Brasília (UnB), com especialização em jornalismo digital e gestão de empresa de comunicação pela ISE Business School, instituição vinculada à Universidade de Navarra, na Espanha. Antes do Metrópoles, trabalhou por 12 anos no Correio Braziliense e dois anos na revista Veja Brasília. Ao longo da carreira, conquistou prestigiados prêmios de jornalismo, como Esso, Embratel, CNT, CNI, AMB, MPT, Engenho.

Últimas notícias