CLDF lança pregão para comprar cinco carros oficiais por R$ 449,5 mil

Veículos devem ser sedan, cor preta, quatro portas, 140cv e 16 válvulas. Precisam ter ar-condicionado digital, airbags e roda de liga leve

Daniel Ferreira/MetrópolesDaniel Ferreira/Metrópoles

atualizado 11/03/2019 10:57

A Câmara Legislativa lançou pregão eletrônico para aquisição de cinco carros oficiais. Os veículos serão usados no transporte de distritais, integrantes da Mesa Diretora e servidores da Casa. A concorrência tem valor total de R$ 449,5 mil, o que dá um preço médio de R$ 89,9 mil por unidade.

Os automóveis devem ser modelo sedan, cor preta, quatro portas, 140cv e 16 válvulas. Os carros precisam ter ar-condicionado digital, airbags, rodas de liga leve aro 17 e sensor de estacionamento, entre outros itens exigidos no edital. Vence quem apresentar o menor preço. As propostas serão abertas no próximo dia 26.

Ao justificar a aquisição, a CLDF afirma ter feito estudos de viabilidade demonstrando que a aquisição de novos veículos sairia mais em conta do que os gastos com a frota atual, em razão da idade dos automóveis. De acordo com a Casa, os carros atuais teriam mais de seis anos de uso.

Reprodução/DCL

 

Em 2012, a CLDF comprou seis automóveis Ford Fusion, a R$ 62,5 mil cada. Em 2016, houve uma tentativa de renovação da frota dos carros oficiais, mas em função da repercussão negativa da licitação, em meio a uma crise financeira sem precedentes no DF, a Casa revogou autorização dada para a aquisição de novos automóveis.

SOBRE OS AUTORES
Lilian Tahan

Dirige desde setembro de 2015 o site de notícias Metrópoles. É formada em comunicação social pela Universidade de Brasília (UnB), com especialização em jornalismo digital e gestão de empresa de comunicação pela ISE Business School, instituição vinculada à Universidade de Navarra, na Espanha. Antes do Metrópoles, trabalhou por 12 anos no Correio Braziliense e dois anos na revista Veja Brasília. Ao longo da carreira, conquistou prestigiados prêmios de jornalismo, como Esso, Embratel, CNT, CNI, AMB, MPT, Engenho.

Maria Eugênia

Formou em jornalismo pelo Centro Universitário de Brasília (UniCeub) em 1988. No Jornal de Brasília, chegou ao cargo de editora-chefe. Trabalhou também no Correio Braziliense, na Band News FM, e foi coordenadora-adjunta de Comunicação para a Copa do Mundo 2014, junto ao Governo do Distrito Federal (GDF).

Últimas notícias