Após ameaças contra bispo, Ibaneis manda fechar Esplanada por dois dias

A Esplanada dos Ministérios ficará fechada nesta terça-feira (16/06) e quarta-feira (17/06) para evitar ataques ao religioso

atualizado 16/06/2020 16:33

Pistas Fechadas na Esplanada Rafaela Felicciano/Metrópoles

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), decidiu fechar a Esplanada dos Ministérios por dois dias, nesta terça-feira (16/06) e quarta-feira (17/06).

A medida, oficializada por meio de decreto, foi tomada após integrantes da inteligência do governo detectarem que remanescentes do grupo 300 do Brasil fizeram ameaças ao bispo dom Marcony Vinícius Ferreira. Ele pertence à Cúria Metropolitana, que fica na Catedral Nossa Senhora Aparecida, no meio da Esplanada.

Uma funcionária da Cúria, que preferiu não se identificar, disse que só foi informada de que a Catedral iria fechar após ameaças de remanescentes do acampamento. “Quando cheguei pela manhã, reparei cerca de 15 pessoas ao lado da Catedral, que se dispersaram. Não presenciei nada, mas as informações são as de que eles fizeram ameaças porque queriam montar acampamento ali e foram impedidos.”

Veja o decreto:

Doc 018623 by Leonardo Meireles on Scribd

Logo depois, ele foi publicado em edição extra do Diário Oficial do DF. Confira:

 

Decreto publicado no Diário Oficial do DF com o fechamento da Esplanada por dois dias
Decreto publicado no Diário Oficial do DF com o fechamento da Esplanada por dois dias

Logo depois, a própria Arquidiocese de Brasília divulgou nota em que confirma o pedido de um grupo de manifestantes para que acampassem na Catedral. O bispo auxiliar recusou de pronto, diz o comunicado.

Nota da Arquidiocese de Brasília
Nota da Arquidiocese de Brasília

O acampamento dos 300 do Brasil foi desmontado em operação da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e do DF Legal nesse sábado (13/06).

No domingo (14/06), Ibaneis também decretou o fechamento completo da Esplanada. A ação foi uma resposta ao tom que parte dos manifestantes adotaram nesse sábado (13/06) durante e depois dos protestos no centro de Brasília.

0

O decreto considera as aglomerações verificadas nos últimos dias e o devido perigo de contágio do novo coronavírus, ameaças de alguns manifestantes aos Poderes constituídos, ameaças dirigidas à Cúria Metropolitana de Brasília, manifestações de conteúdos anticonstitucionais e outras medidas para contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública.

Assim, proíbe o trânsito de veículos e pedestres desde a Rodoviária do Plano Piloto até a Praça dos Três Poderes, desta terça-feira (16/06) até as 23h59 de quarta (17/06). Somente autoridades devidamente identificadas poderão passar pelo local. Detran e DER farão a organização e a fiscalização, assim como as forças de Segurança Pública do DF.

Dom Marcony ocupa uma função muito importante na Igreja Católica e é um religioso ligado ao governador Ibaneis. No fim de 2019, o chefe do Executivo chegou a dizer que planejava a construção de um museu de arte sacra, a pedido de dom Marcony.

Últimas notícias