Quatro dicas para manter o cérebro do cão afiado

Investir em uma alimentação equilibrada e dar nomes aos brinquedos do animal são duas iniciativas que trazem benefícios

Fotos: Andre Borges/Especial para o Metrópoles

atualizado 26/02/2020 12:49

Da mesma maneira que as pessoas precisam de cuidados especiais quando estão envelhecendo, os cães também merecem uma atenção diferenciada, logo, o tutor deve estar atento para adotar comportamentos importantes para contribuir com a saúde do pet. Por isso, é válido que o corpo e o cérebro sejam sempre estimulados, para que o cachorro chegue na terceira idade da melhor maneira possível.

Confira quatro maneiras de manter o cérebro do cão afiado:

1. Dê nome para os brinquedos do cachorro

Já foi provado que o ditado popular “Não se ensina truque novo a cão idoso” é um mito. Então você pode ensinar coisas novas e uma maneira divertida de estimular a mente do cachorro é dar nome para os brinquedos. Comece com apenas um brinquedo que o cão já conheça pelo nome e mostre para ele enquanto diz o nome. Depois vá mostrando outros.

2. Alimente o animal de maneira adequada

Cães idosos precisam de uma alimentação diferenciada porque carecem de algumas vitaminas. Para saber qual a comida ideal para o cachorro, consulte um veterinário.

Leia a matéria completa no Portal do Dog.

Últimas notícias