Fraldas para pets é a nova solução para o xixi “fora do lugar”

As fraldas são produzidas com a mesma tecnologia usada em produtos para bebês e custam a partir de R$ 27,90

atualizado 10/10/2019 16:53

Divulgação/DogsCare

A cada dia, os pets têm se tornado mais comuns nos lares brasileiros. Uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que cerca de 44,3% dos domicílios no país têm pelo menos um animal para chamar de seu. Como a maioria dos lares fica em ambiente urbano (como apartamentos), os tutores têm buscado soluções para se adaptar ao convívio com os bichinhos em casa.

Um dos problemas que mais incomodam os donos de pets é o xixi fora do lugar. O infortúnio comum a alguns animais, como os gatos, pode ser solucionado facilmente, com a caixinha de areia. Já com os cães, a solução não é tão simples. Existem, no mercado, vários tipos de “soluções”. Uma delas é um tanto “fofa” e diferente: fraldas para cachorros.

A Dog’s Care, empresa que desenvolveu o produto, afirma que as mercadorias são produzidas com a tecnologia usada em itens para bebês.

Elas são revestidas por camadas absorventes nas partes internas, impedindo que o xixi entre em contato com o pelo e a pele do cachorro.

Além disso, a fralda conta com fita de velcro que a prende ao animal, sem grudar nos pelos. Além disso, existe modelos “para eles” e “para elas”, com medidas diferentes.

0

Os responsáveis pelo desenvolvimento do produto, Ana Carolina Vaz e Marcelo Vaz, se basearam nas necessidades da cachorrinha Jully para criar a fralda.

De acordo com eles, questões como xixi fora do lugar, cio e demarcação de território eram frequentes. Após muitas tentativas frustradas, eles começaram a utilizar fraldas de bebê no animal, mas viram que aquilo não era o ideal.

“Foram mais de 18 meses de intensas conversas com veterinários e com um terapeuta comportamental especialista em pets para entender qual seria o melhor formato anatômico, até que chegamos nesse resultado e desenvolvemos a primeira fralda desse tipo do mercado”, conta Ana Carolina.