Cuidado! As coleiras com guizos podem deixar os gatos surdos

A audição dos felinos é bastante aguçada e o sistema auditivo deles é bem mais sensível aos sons do que os dos cães

Reprodução/Instagram

atualizado 21/12/2019 14:04

Os tutores de gatos sabem, ou pelo menos já perceberam, que os felinos têm a mania de movimentarem as orelhas constantemente, até mesmo em locais que para os humanos são totalmente silenciosos. Isso acontece porque eles têm uma superaudição, inclusive, superior a audição dos humanos e também dos cães.

E por essa razão cabe aos tutores zelar pela saúde auditiva dos bichanos, para que eles possam ter uma boa qualidade de vida. Mas infelizmente, alguns acessórios podem vir a prejudicar diretamente a audição dos gatos, sem que seja percebido a curto prazo, como as coleiras com guizos.

De acordo com a médica veterinária Paloma Santana, enquanto o ser humano consegue ouvir em média 20Hz a 20.000Hz, os gatos chegam a ouvir entre 60Hz a 65.000Hz. Por isso eles movimentam tanto as orelhas. “Apesar de alguns tutores acharem que as coleiras com guizos são bonitas ou utilizam para identificar aonde o gato está, o uso não é recomendado. O barulho constante produzido pelo guizo deixa o animal atordoado e nervoso. O gato é um predador silencioso e o barulho do guizo pode deixá-lo muito estressado”, alerta.

O instinto do animal deve ser levado em consideração pelos tutores e se a ideia é apenas mimar o animal com um acessório, ele pode optar por coleiras sem guizo. Paloma também ressalta que o ruído constante do guizo ainda pode levar a diminuição de respostas aos estímulos sonoros, ensurdecendo o animal aos poucos.

Além disso, a veterinária  ressalta ainda que os cuidados com a audição dos gatos também deve se estender por todo o ambiente.

“Para manter a integridade auditiva dos felinos é necessário cuidar de saúde geral, pois algumas doenças infecciosas estão relacionadas com a perda de audição. Por isso é importante evitar muitos barulhos e sons altos pela casa. Caso o tutor perceba que o animal não está respondendo a estímulos sonoros, ele deve ser levado imediatamente ao veterinário”, orienta.

Últimas notícias