10 curiosidades incríveis sobre os cães da raça fila brasileiro

A raça ficou popular no Brasil nas décadas de 1980 e 1990, após um fila brasileiro ser escolhido para ser o Txutxucão no programa da Xuxa

atualizado 29/05/2020 11:19

Cachorro da raça fila brasileiro é o bicho Reprodução: Raças de Cachorro

Muito popular no Brasil entre os anos de 1980 e 1990, o cãozinho da raça fila brasileiro parece já ter marcado a infância de muitas pessoas. Leal, companheiro e com um instinto protetor, esse cachorrinho ainda atrai uma legião de fãs.

Pensando nisso, o Metrópoles separou 10 curiosidades sobre a raça.

1- Origem brasileira

O cãozinho da raça fila chegou ao Brasil junto com os portugueses. Uma mistura entre as raças mastiff, buldogue e bloodhounds, o cãozinho foi se popularizando no país e alguns criadores decidiram valorizar e apelidar a raça. Além disso, algumas pessoas acreditam que cães indígenas selvagens participaram da sua miscigenação.

2 – Era um cão de caça

Em algumas gravuras brasileiras do século 19, já é possível ver o fila brasileiro auxiliando na caça de bois, vacas e ovelhas. No início, esse cãozinho não era tido como um cão de companhia e até hoje ele carrega o seu senso de caça e proteção.

3 – Reconhecido em 1946

Em 1946, os primeiros criadores já tentavam estabelecer um padrão para que a raça fosse oficialmente reconhecida. Em 1976, o segundo padrão foi reconhecido e aprovado como Raça Fila Brasileiro. Mas foi apenas em 1984 que foi definido o padrão do cãozinho que conhecemos hoje.

4 – Rei da teimosia

Para ter um cãozinho dessa raça é importante que o tutor tenha paciência e pulso filme. O fila brasileiro é um cãozinho que pode se ser bastante teimoso se for contrariado. Ele tende a gostar de “testar” as ordens impostas pelo tutor para ver se elas realmente têm efeito, mas ele não faz isso por mal, a teimosia faz parte da sua personalidade. O adestramento quando ele ainda é filhote pode ser uma solução.

5 – Um bom amigo das crianças

Assim como os cães da raça golden retriever, os filas brasileiros têm uma grande afinidade com as crianças e apresentam um nível de tolerância alto com elas. No entanto, é recomendável que ele seja introduzido as crianças ainda filhote.

6 – São protetores

Os filas brasileiros têm um instinto muito forte de proteção, logo, ele vai cuidar de quem ama custe o que custar. Esses cãezinhos também são muito determinados e corajosos. Além disso, ele tende a conquistar as pessoas pelo seu jeito calado, mas cheio de sentimento e fidelidade.

7 – Têm uma grande inteligência emocional

Esses cãezinhos são espertos e grande parte da sua inteligência está ligada ao emocional. Os filas desenvolvem uma grande ligação afetiva com os tutores, logo, ele sente um senso de gratidão e oferece muito amor e carinho. Além disso, ele será capaz de se sacrificar muitas vezes para garantir o bem-estar da família.

8 – Não faz amizade fácil 

Devido ao seu grande extinto protetor, os filas tendem a não reagir de maneira positiva com estranhos e outros animais, logo, o tutor deve ter muita cautela. Essa estranheza ocorre pois ao sentir uma presença não conhecida, o fila vai despertar o seu alerta de segurança.

9 – O Txutxucão

Grande parte da popularidade da raça nas décadas de 1980 e 1990 vieram devido ao programa infantil da Xuxa. O fila ficou famoso ao aparecer do lado da Xuxa durante o seu programa. Ele ficou conhecido como o Txutxucão e fez muito sucesso na televisão.

Dançando Com O Txutxucão | Xuxa Wiki | Fandom

10 – Ele é saudável

Os cães da raça fila são muito saudáveis, logo, se o tutor tiver os cuidados necessários terá um animal forte ao seu lado por um bom tempo. No entanto, o tutor deve estar atento a alimentação do fila, pois ele pode desenvolver obesidade.

Últimas notícias