SP-Arte fará devolução integral dos valores pagos pelos expositores

A feira de arte e design de São Paulo também anunciou que lançará, entre junho e agosto deste ano, evento on-line, em razão da Covid-19

atualizado 16/05/2020 11:38

Feira SP Arte @sp_arte/instagram/reprodução

Na última semana, a coluna divulgou polêmica envolvendo a feira de arte e design SP-Arte, que foi acusada de negar a devolução dos valores pagos e de não negociar com os expositores após o cancelamento por conta do novo coronavírus.

Na quarta-feira (13/05), o evento anunciou que irá devolver integralmente todos os valores pagos pelos colaboradores, arcando com a totalidade dos prejuízos. A empresa pontuou que se concentrará na realização da feira on-line, além das ações de conteúdo e comerciais de apoio a galerias. A novidade está prevista para acontecer entre junho e agosto deste ano.

“A decisão pela devolução integral representa um esforço de capitalização na empresa, uma vez que, ainda que não tenha acontecido, o evento foi em boa parte pago. Dessa forma, a SP-Arte reafirma seu compromisso com seus clientes e com o mercado de arte como um todo, mercado este que ajudou a transformar e do qual sempre foi uma apoiadora incondicional”, explicou Fernanda Feitosa, diretora da SP-Arte, em nota à imprensa.

A edição de 2021 da SP-Arte está confirmada e deve acontecer de 14 a 18 de abril, no Pavilhão Ciccillo Matarazzo, no Parque Ibirapuera.

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias