Devido à cirurgia de Bolsonaro, Mourão cancela viagem para Inglaterra

Segundo a assessoria, o encontro teria o objetivo de "estreitar laços" entre os dois países

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 03/09/2019 12:12

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) cancelou viagem que faria a Londres, no dia 7 de setembro, devido à quarta cirurgia que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) fará após o atentado sofrido durante campanha eleitoral em 2018. Segundo nota da vice-chefia do Palácio do Planalto, o objetivo da visita ao país britânico era o estreitamento de laços entre os governos.

A assessoria de Mourão informou que a presença do vice teria sido pedida pelo próprio Bolsonaro. Mourão participaria de uma feira de produtos de defesa da guarda inglesa.

O número dois do Planalto deixaria o Brasil no dia 7 de setembro, no fim do dia, e chegaria no dia 8 a Londres. A agenda oficial para os dias 9, 10 e 11 ainda estava em conclusão, segundo o assessor. O secretário de Estado londrino, Dominic Raab, que fez o convite, já foi informado do adiamento do encontro.

A cirurgia de Bolsonaro foi marcada após consulta médica realizada nesse domingo (01/09/2019), em São Paulo. O mandatário vai retirar uma hérnia que se formou no abdômen devido à facada que levou no dia 6 de setembro do ano passado. Pelo Twitter, o presidente confirmou a necessidade de repouso por 10 dias após a operação.

Apesar do aviso de repouso, o chefe do Executivo nacional confirmou, nessa segunda-feira (02/09/2019), que comparecerá à abertura da 73ª reunião da Assembleia Geral das Nações Unidas “nem que seja de cadeira de rodas”. O encontro está marcado para o dia 22 deste mês, quatro dias depois da liberação médica prevista.

Confira a nota na íntegra: 

“Em decorrência do procedimento cirúrgico a que o Sr. Presidente da República Jair Bolsonaro será submetido no próximo dia 8 de setembro, e de sua necessária convalescença, o Vice-presidente Hamilton Mourão não mais fará a viagem ao Reino Unido, da qual fora incumbido pelo Presidente da República com o propósito de estreitar os laços entre os governos brasileiro e britânico.”

SOBRE O AUTOR
Natália Lázaro

Mestre em comunicação pela Universidade Católica de Brasília (UCB) e graduada em jornalismo pela mesma instituição. É autora do livro Cemitério dos Livros Vivos: a Alternativa do Telejornalismo pelo Documentário, da editora Multifoco. Em Nova York, realizou curso profissionalizante em fotografia pela New York Film Academy e prosseguiu os estudos na área pela Escola Brasiliense de Fotografia (EBF). Fez estágio na BandNews FM Brasília e no Jornal de Brasília. Também trabalhou em assessorias de comunicação públicas e privadas.

Últimas notícias