">
*
 
 

Projetar o lar de alguém é uma experiência que sincretiza duas habilidades opostas: o conhecimento técnico e a sensibilidade de tentar enxergar o mundo pelos olhos do outro. Para isso é preciso muito estudo, muita conversa e alguma dose de intimidade criada ali, nas reuniões, nos questionários e principalmente, nos bate papos. É quando a gente quebra a formalidade que percebe a energia da pessoa e, consequentemente, a energia que a casa deve transparecer.

Quando tenho a oportunidade de projetar para pessoas que já me são queridas e que eu já trazia comigo pela vida, o resultado é sempre muito emocionante. Essa semana finalizamos os detalhes finais do projeto que o Estúdio Ferdi criou para os jornalistas Letícia e Gustavo. O resultado foi o amor pelo verde e pelo modernismo da cidade estampados com leveza e muita identidade. Simplicidade cheia de vida. Confiram:

Maria Fernanda Seixas

A sala de jantar foi dividida por uma estante vazada de livros desenhada pelo Estúdio. A mesa redonda sempre pode receber mais uma cadeira quando a casa enche.

 

Maria Fernanda Seixas

A sala de jantar traz o padrão geométrico no tapete, em alusão aos painéis de azulejos da cidade. A força da estampa é quebrada com a leveza e o calor do tom freijó da madeira.

 

Maria Fernanda Seixas

A cozinha com painel de azulejos e armários cinza e amarelo é uma homenagem ao modernismo candango

 

Maria Fernanda Seixas

Durante a reforma, a cozinha, então fechada, ganhou uma janela para criar comunicação com a sala

 

Maria Fernanda Seixas

A varanda do apartamento também foi eliminada para dar amplitude à sala de estar. Mas o clima de varanda, fresco e verde, foi mantido no espaço

 

Maria Fernanda Seixas

Como a sala de jantar era bem comprida, a criação da estante vazada permitiu uma divisão leve no espaço, possibilitando a montagem de um pequeno escritório que só é visto quando se acessa o corredor

 

Maria Fernanda Seixas

As luminárias Cau3, assinadas pelo Estúdio Ferdi e pelo engenheiro Jorge Dantas

 

Maria Fernanda Seixas

A poltrona com detalhes em couro e cobre tem traços comuns aos móveis da década de 1960 criados para a capital

 

Maria Fernanda Seixas

Plantas apoiadas em apoios de ferro e banquinhos garantem mais leveza pro espaço

 

Maria Fernanda Seixas

O trabalho lindo da artesã brasiliense Ângela Lavinas, que cria peças em cabaças trabalhadas manualmente. (Antes que vocês me peçam o contato, aqui vai: Ângela Lavinas 98499-4812)

 

Maria Fernanda Seixas

Letícia protegendo as plantas do sol. A brincadeira que virou um delicioso vício na casa nova.

 

 



decoração; plantas
 


COMENTE

Ler mais do blog