Bolsonaro sugere fazer “cocô dia sim, dia não” para salvar o planeta

Presidente disse ainda que "pessoas cultas" têm poucos filhos, mas ele seria "exceção à regra", porque teve cinco

Foto: Rafaela Felicciano/MetrópolesFoto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 09/08/2019 16:59

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta sexta-feira (09/08/2019) que as pessoas façam “cocô dia sim, dia não” para preservar o meio ambiente. Ao ser questionado por jornalistas na saída do Alvorada, o chefe do Executivo defendeu o agronegócio.

“O mundo tem 7,6 bilhões de habitantes. O pessoal tem de comer e o agronegócio é a parte da economia que está dando certo, temos que colaborar com esse setor”, destacou. “É só você deixar de comer menos um pouquinho. Você fala para mim em poluição ambiental. É só você fazer cocô dia sim, dia não, que melhora bastante a nossa vida também.”

Além disso, Bolsonaro frisou que também é preciso um planejamento familiar para ajudar na preservação do planeta. “Agora, o mundo, quando eu falei que cresce mais de 70 milhões por ano, precisa de uma política de planejamento familiar. As pessoas que têm mais cultura têm menos filho. Sou uma exceção à regra, pois tive cinco”, comentou.

Por fim, o mandatário da República afirmou que muitos têm chamado a ministra Tereza Cristina de “rainha do veneno” pelo trabalho da titular do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento junto à Câmara dos Deputados para liberar mais agrotóxicos. “Liberamos mais de uma centena de produtos que vão fazer bem para o agronegócio”, finalizou.