Bolsonaro posta “João 8:32” após reviravolta sobre caso Marielle

Presidente compartilhou no Twitter a informação de que o porteiro do condomínio que o citou mentiu em depoimento à polícia

Michael Melo/MetrópolesMichael Melo/Metrópoles

atualizado 30/10/2019 18:16

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) postou uma citação bíblica em sua conta no Twitter, na tarde desta quarta-feira (30/10/2019), após uma reviravolta no caso Marielle. O Ministério Público do Rio de Janeiro informou, em coletiva de imprensa, que o porteiro que citou o nome de Bolsonaro na investigação mentiu no depoimento à Polícia Civil.

Na publicação, Bolsonaro incluiu parte de uma matéria jornalística que noticia o fato. “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará! João 8:30”, escreveu o presidente. O versículo já foi usado diversas vezes pelo chefe do Executivo, sobretudo para confrontar a imprensa. 

Uma reportagem exibida na noite dessa terça-feira (29/10/2019) pelo Jornal Nacional, da TV Globo, revela que o condomínio onde Bolsonaro tem um imóvel no Rio de Janeiro foi visitado pelo ex-policial militar Élcio Queiroz – preso acusado de ser um dos matadores da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes –, em 14 de março de 2018, dia da execução, quando o hoje presidente era deputado federal.

“Seu Jair”
Segundo a reportagem, Élcio teria conseguido a liberação para entrar no local ao pedir que o porteiro interfonasse para a casa 58, de propriedade do então deputado federal e hoje presidente da República. O destino, no entanto, foi o imóvel de número 66, onde morava o PM reformado Ronnie Lessa, outro preso acusado pelo crime.

O porteiro disse à polícia que, pelo interfone, falou com uma pessoa que ele reconheceu como sendo “seu Jair”, mas Bolsonaro estava na Câmara dos Deputados no dia, conforme registros biométricos.

Nesta manhã, o filho Carlos, vereador no Rio de Janeiro, divulgou áudios que teriam sido resgatados na portaria do condomínio contestando a versão do depoimento.

Últimas notícias