Wagner Moura afirma ter medo de voltar ao Brasil

"Sempre que vou para o Rio de Janeiro ou para São Paulo, preciso tomar muito cuidado. É de partir o coração", disse ele

Bob Wolfenson / DivulgaçãoBob Wolfenson / Divulgação

atualizado 08/06/2019 15:40

Um dos atores mais premiados de sua geração, Wagner Moura afirmou temer retornar ao Brasil. “Pela primeira vez na minha vida, eu sinto que estou correndo risco”, falou ele ao jornal australiano Daily Telegraph.

Moura está no país como parte do time de jurados do Sidney Film Festival, que teve início na quarta-feira (05/06/2019) e segue até o dia 16 de junho.  À publicação, o astro de Narcos afirmou que teme pelo panorama político brasileiro.

“Sempre que vou para o Rio de Janeiro ou para São Paulo, preciso tomar muito cuidado. É de partir o coração”. Ainda assim, ele acredita que, no momento, ainda não precise desistir de viver no Brasil. Mas a possibilidade de não retornar está entre suas opções.

Ao lançar este ano o filme Mariguella, sobre a vida do escritor e guerrilheiro Carlos Marighella (1911-1969), Wagner fez sua estreia como diretor e roteirista de cinema.

O filme, que recebeu críticas do presidente Jair Bolsonaro (PSL), ganhou elogios em festivais internacionais e não tem data de lançamento prevista. “Eu estava preparado para que o filme dividisse a população e para as críticas, mas não esperava que a distribuidora não teria coragem de lançar o filme”, criticou.

Últimas notícias