Pescaria de Ana Maria Braga termina com dono de barco acusado de crime

De acordo com a Petrobras, que fez a acusação, embarcação teria chegado próximo demais da plataforma de petróleo Mexilhão

atualizado 02/05/2018 20:34

Reprodução/ Instagram

No fim de semana, Ana Maria Braga compartilhou imagens de uma pesca oceânica no litoral paulista feita a convite do amigo e médico Eduardo Tomioka. Apesar da felicidade estampada nas fotos, a diversão terminou com um problema: o dono da embarcação usada na aventura, Thiago Adanti, está sendo acusado de ultrapassar a área determinada para esse tipo de prática no local.

De acordo com a Petrobras, que fez a acusação, o barco teria chegado próximo demais da plataforma de petróleo Mexilhão, na Bacia de Santos, a 145km da costa. Isso é proibido. Portanto, a estatal denunciou o caso à Polícia Civil e à Marinha.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

“Quando recebemos o aviso da plataforma, nos afastamos. Tanto que conseguimos pescar bem longe dali. Tinha mais uns oito barcos também perto da plataforma, mas só o nosso foi denunciado. Fui surpreendido hoje com três agentes da Marinha e mais policiais militares de escolta”, contou Adanti ao UOL, ainda na delegacia.

Ele foi autuado pelo crime de expor a vida de alguém a perigo e também colocar o patrimônio de outra pessoa em risco. Se condenado, ele pode ficar até quatro anos preso. Segundo Adanti garantiu, Ana Maria prometeu ajudá-lo.

Mais lidas
Últimas notícias