Covid-19: âncora do JN respira por aparelhos, mas tem melhora

Colegas do Jornal Nacional informaram sobre boletim médico do jornalista e como ele pode ter contraído a doença

Marcelo Magno apresentando o jornal nacionalReprodução/TV Globo

atualizado 21/03/2020 11:45

O quadro de saúde do jornalista Marcelo Magno, internado desde a quarta-feira em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com diagnóstico de Covid-19, está melhorando. A expectativa dos médicos é de que ele não precise mais da ajuda de aparelhos para respirar a partir de segunda-feira (23/3).

A informação foi dada por William Bonner no Jornal Nacional desta sexta-feira (20/03). Segundo a nota divulgada pelo apresentador, Marcelo Magno pode ter contraído o coronavírus durante a conexão que fez em São Paulo (SP), quando passou nove horas esperando o voo para Teresina.

“Ele apresentou o JN no dia 7 de março, durante revezamento de colegas de todo o Brasil. O Magno chegou ao Rio, na quinta, dia 5, e estava bem de saúde. No domingo, dia 8, ele partiu do Rio para Teresina e passou nove horas no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, para o voo de conexão. A suspeita é que ele tenha sido infectado neste período”, diz a nota.

Bonner também afirmou que Marcelo apresentou sintomas de gripe na terça-feira, já trabalhando em Teresina e procurou um hospital. No entanto, médicos descartaram coronavírus.

“Na madrugada de domingo, dia 15, ele teve febre, voltou para o hospital e foi internado. Na quarta queixou-se de muito cansaço e foi levado para CTI, onde ficou sob respiração mecânica. Hoje [sexta-feira] os exames mostraram uma melhora e foi reduzida a medicação que o mantém em coma induzido”, completou

Últimas notícias