Carla Diaz recusa encontro com Suzane von Richthofen após críticas

"O meu trabalho é ficção. A Suzane vai estar lá presa, cumprindo sua pena, e eu aqui, trabalhando", afirmou

ReproduçãoReprodução

atualizado 08/08/2019 15:10

Após ser escolhida para interpretar Suzane von Richthofen em uma cinebiografia, Carla Diaz sofreu tantas críticas que chegou a recusar um encontro com a personagem real que viverá nas telonas.

“Não tem necessidade [de conhecê-la]. Eu respeito todas as opiniões. Mas não é a primeira vez que o cinema retrata uma trama polêmica ou um crime bárbaro, né? Claro que é difícil entender como uma filha pode cometer uma atrocidade dessas com os pais. Chocou e ainda choca as pessoas. O meu trabalho é ficção. A Suzane vai estar lá presa, cumprindo sua pena, e eu aqui, trabalhando”, afirmou.

Ainda assim, ela garante que está ansiosa para gravar A Menina Que Matou os Pais, título provisório da trama, ainda sem data para estreia. “Estamos bem no início. Tivemos alguns encontros, reuniões, leituras e ensaios. A previsão de começar a rodar é início de setembro ou no máximo no mês seguinte. Estou ansiosa porque é um grande desafio na minha carreira”, garantiu. As informações são do Notícias da TV.

Crime

Em 2006, Suzane, seu namorado à época, Daniel Cravinhos, e o irmão dele, Cristian Cravinhos, foram condenados pela morte dos pais dela, o engenheiro Manfred Albert von Richthofen e a psiquiatra Marísia von Richthofen. O crime ocorreu em 2002, enquanto o casal dormia, em São Paulo.

Últimas notícias