Bruna Marquezine defende Manu por atitude considerada racista

A atriz afirmou que não vai cancelar a amiga por um erro e que, assim que puder, vai conversar com a cantora

atualizado 02/04/2020 15:33

Bruna Marquezine de vestido amareloReprodução/Instagram

Bruna Marquezine respondeu nesta quinta-feira (02/04) críticas feitas à amiga Manu Gavassi, que está confinada no BBB20 (Big Brother Brasil). A atriz fez um post antirracista no qual cita Angela Davis, ativista da causa, e foi considerada hipócrita por internautas, já que Manu fez um comentário racista há algumas semanas no reality.

Em um momento de descontração na casa, Manu tentou “elogiar” Marcela e Daniel: “Para mim, casal que a cor combina, a cor das pessoas mesmo, é muito forte. Esteticamente falando, vocês são extremamente agradáveis, parabéns”, afirmou para os loiros.

0

Marquezine respondeu às críticas afirmando que, assim que sair da casa, as pessoas próximas a Manu vão comentar o ocorrido com ela: “Não tenha dúvida que ao sair da casa eu e todas as pessoas que a amam vão alertá-la do erro que cometeu. E conhecendo ela, seus princípios, seu caráter e seu desejo de evoluir, sei que ela vai perceber o erro em sua fala, se arrepender, aprender e se desculpar”, ponderou.

A atriz também aproveitou para mostrar como o comportamento da comunidade não foi o melhor. “Agora o que vocês querem que eu faça é absurdo, que eu hostilize ou ‘cancele’ ou ofenda ou torça contra uma amiga de anos nas redes sociais. Eu já me posicionei a respeito do assunto na época usando como respaldo o posicionamento de uma mulher que admiro muito, Laís Gomes, constatando o racismo estrutural e ainda assim não foi suficiente”.

Para concluir, Bruna disse: “Eu não vou e nem posso limitar ou rotular alguém por um único erro. E o qui [sic] terrível seria da minha parte fazer isso com uma irmã? Eu também não posso ser responsabilizada ou cobrada por cada erro de amiga e cidadã está sendo e será feito. E sobre este post, eu não deveria não me posicionar sobre um episódio terrível de racismo? Deveria ignorar? E me calar?”, indagou.

Últimas notícias