Coronavírus: “Salão do Automóvel” vira hospital em Nova York

Espaço onde seria realizado o evento se torna centro de tratamento da doença. Feira em Detroit também é cancelada

atualizado 31/03/2020 14:47

O tradicional Salão de Detroit, evento que estava agendado apenas para janeiro de 2021, não vai mais acontecer. A edição de 2020, que já havia sido adiada de janeiro para junho, também foi cancelada. Detroit é o quarto salão do automóvel cancelado por causa do coronavírus.

No local de um deles, o de Nova York, o movimento estava grande desde a manhã de segunda-feira (31/03). O Centro de Convenções Javits Center, em Manhattan, que recebe anualmente, em abril, o Salão de Nova York, tinha médicos e pacientes.

O local trocou os cerca de 100 carros que seriam expostos nos estandes de 30 marcas por mil leitos hospitalares divididos em quatro unidades de atendimento. O Salão de Nova York, o mais visitado dos Estados Unidos e que recebe mais de 1 milhão de pessoas, foi remarcado para 28 de agosto. O evento injeta em cada edição, $330 milhões de dólares na cidade.

Leia mais sobre o assunto no site do Carro Esporte Clube, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias