Weintraub ataca veículos de imprensa: “Jornalismo prostituído”

Ministro da Educação direciona artilharia contra jornalistas e ameaça entrar com processos: "Tudo mentira. Lixo"

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 14/02/2020 19:13

O ministro do Educação, Abraham Weintraub, foi novamente às redes sociais para distribuir ataques à imprensa. Nesta sexta-feira (14/02/2020), seu alvo, no Twitter, foi o portal UOL. Irritado com uma reportagem sobre onde os ministros de Bolsonaro passaram as férias – “Guedes foi a Miami e Weintraub, à Disney” -, o titular da Educação acusou o jornalismo do portal de ser “prostituído”.

Veja:

Sociedade
Nessa quinta-feira, Weintraub já havia direcionado sua artilharia para a revista Fórum, que publicou a reportagem “Professor que aprovou Weintraub em concurso da Unifesp virou sócio do ministro”. O texto afirma que a sociedade rendeu aos bolsos dos parceiros a quantia de R$ 45 milhões. O ministro ameaçou: “Terão que provar tudo na Justiça”.

Confira:

Últimas notícias