Walter Faria, dono do Grupo Petrópolis, se entrega à PF em Curitiba

O empresário é suspeito de participar de esquema de propinas disfarçadas de doações eleitorais e operações de lavagem de dinheiro

Michael Melo/Metrópoles

atualizado 05/08/2019 16:17

O dono do Grupo Petrópolis, Walter Faria, se entregou à Polícia Federal (PF), em Curitiba (PR), por volta das 12h desta segunda-feira (05/08/2019). O empresário é alvo da Operação Rock City, 62ª fase da Operação Lava Jato, e estava foragido desde o dia 31 de julho deste ano. A informação é do site G1.

Faria teve um mandado de prisão preventiva expedido por suposto esquema de pagamento de propinas disfarçadas de doações eleitorais e operações de lavagem de dinheiro feitas pelo grupo, da marca de cerveja Itaipava.

Segundo as investigações, o Grupo Petrópolis teria auxiliado a empreiteira Odebrecht a pagar propina por meio da troca de reais no Brasil por dólares em contas no exterior.

A Polícia Federal indicou que o empresário repatriou irregularmente, em 2017, R$ 1.393.800.399,02, utilizando o Regime Especial de Regularização Cambial e Tributária (RERCT). A suspeita é de que os “valores seriam provenientes da prática de ‘caixa dois’ na empresa”.

Últimas notícias