Carros em uma velocidade e precisão que você ainda não viu.

Volkswagen usa caminhão sem motorista em canavial paulista  

Modelo atua ao lado das colhedoras de cana-de-açúcar no interior de São Paulo e mantém trajetória planejada e controla a velocidade 

atualizado 05/10/2022 11:21

Foto: Volkswagen Caminhões e Ônibus/Divulgação

A Volkswagen Caminhões e Ônibus deu início à sua jornada na era dos veículos com direção autônoma: está em teste o primeiro veículo da marca capaz de trafegar sem necessidade de interferência direta do condutor. É um Constellation 31.280 8×4, que vai atuar junto às colhedoras no campo, em lavouras de cana-de-açúcar no interior de São Paulo. A marca avança também no último dos três pilares que compõem o transporte do futuro: elétrico, conectado e autônomo. 

O caminhão, sem a atuação do motorista, é capaz de manter a trajetória planejada, controlar a velocidade, reconhecer placas de sinalização, obstáculos e até pedestres. Para tanto, o caminhão conta com uma direção eletricamente assistida, que faz a interface com toda a tecnologia embarcada. Ele também está equipado com um avançado sistema de geoposicionamento em tempo real, que identifica sua posição e segue a rota pré-programada, com precisão de 2,5 cm e com variações mínimas, impossíveis de se atingir na condução humana.

O piloto automático é outra solução usada para a segurança e precisão na operação: o sistema determina e mantém a velocidade a ser cumprida na atividade, permitindo também ao motorista alterar através de teclas os valores de velocidade para mais ou para menos.

Mesmo com o modo de condução autônoma ativado, o motorista tem o domínio de tudo: a qualquer momento, pode desativar a condução autônoma e assumir novamente o controle do veículo.

A navegação e ajustes do sistema autônomo estão dispostos de forma prática e ergonômica ao motorista dentro da cabine, oferecendo uma interface intuitiva e simples ao operador, para que ele possa extrair o máximo de produtividade do veículo na operação.

O veículo tem sistema de auxílio para partidas em rampa e um kit canavieiro para adaptar o caminhão à operação no segmento sucroalcooleiro: grade de proteção frontal “quebra mato”; escapamento vertical, pré-filtro agrícola, proteção inferior do radiador “peito de aço” e por aí vai.

Mais lidas
Últimas notícias