Vítima da Covid-19, Maguito Vilela perdeu duas irmãs para a doença

Prefeito licenciado de Goiânia morreu na madrugada desta quarta-feira (13/1), aos 71 anos. Ele estava internado em São Paulo

atualizado 13/01/2021 8:11

Reprodução/Facebook

Depois de ficar internado por quase três meses, o prefeito licenciado de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), morreu na madrugada desta quarta-feira (13/1), aos 71 anos. Ele testou positivo para a Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, no dia 20 de outubro.

As duas irmãs do emedebista morreram em agosto do ano passado, com menos de 10 dias de diferença. Em 19 de agosto, Nelma Vilela Veloso, de 76 anos, morreu com coronavírus. Ela tinha comorbidades – como diabetes e problemas pulmonares –, o que agravou o quadro da Covid-19.

Já no dia 28 do mesmo mês, a irmã mais velha de Maguito, Nelita Vilela, de 82, também faleceu. Ela ficou internada por mais de duas semanas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas de Jataí.

0

Maguito, que venceu as eleições para prefeito no ano passado, estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

A unidade de saúde confirmou a morte de Maguito às 4h10 desta quarta-feira. Agora, a família providencia o traslado do corpo de São Paulo para Goiás.

Maguito testou positivo para o coronavírus no dia 20 de outubro. Dois dias depois, foi internado em um hospital de Goiânia. Com inflamação nos pulmões e alerta para um nível crítico de saturação de oxigênio no sangue, o político teve de ser transferido para São Paulo.

No dia 30 de outubro, o político foi intubado pela primeira vez. Em 15 de novembro, data do primeiro turno das eleições, teve de ser submetido novamente ao mesmo procedimento.

Ele passou também por uma cirurgia de traqueostomia, com o objetivo de ajudar na respiração.

No dia 3 de dezembro, Maguito testou negativo para a Covid-19 e foi transferido para um leito comum de UTI. Aos poucos, os médicos foram reduzindo os sedativos. Na ocasião, o filho Daniel Vilela informou que o pai estava plenamente consciente de que havia sido eleito prefeito de Goiânia.

O político, no entanto, apresentou infecção nos pulmões provocada por bactérias e fungos.

O prefeito licenciado deixa a esposa, Flávia, quatro filhos (entre eles o ex-deputado federal Daniel Vilela) e quatro netos. O sepultamento está marcado para ocorrer em Jataí, cidade natal de Maguito.

Últimas notícias